O Porto

Agridoce

C
123
X32010
D
123
XX0232
D#º
1234
XX1212
Em
12
022000
Em5+
12
XX2010
Em7
123
022030
Em9
13
024000
G
123
320003
Tom: G
Intro: Em Em7 Em5+ Em9 D D#º Se é manhã tão clara Em Clamo por escuridão D D#º Se tenho um disco voador Em Sinto falta dos pés no chão D D#º Desejo sempre do avesso Em Almejo a próxima saga D D#º Antes o tropeço que impulsiona Em Do que a mão que só afaga
(Refrão) G Anseio de ir sempre além Em7 Vontade de nunca parar D Jamais porto tão sedutor D Em A ponto de me fazer ancorar D D#º Não uso as conquistas do hoje Em De olho nas que ainda serão D D#º Uns chamam de desperdício Em Outros de saudável ambição G Anseio de ir sempre além Em7 Vontade de nunca parar D Jamais porto tão sedutor D Em A ponto de me fazer ancorar Final: C C Em Em Obs.: Durante o final, tem um solo que se repete. Não sei ao certo como transcrevê-lo, mas se fizer isso, ficará próximo do original: E|-------12-12-10---------------- B|-13-------------13-12----10-10- G|------------------------------- D|------------------------------- A|------------------------------- E|------------------------------- E|-------------- B|---------13--- G|12-11-12------ D|-------------- A|-------------- E|-------------- (repete até acabar)
Composição: Martin / PittyColaboração e revisão: Jean CarloWesley Junior

Utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.