Extremo (Getsêmani do Meu Ser)

Anderson Freire

A
123
X02220
A/C#
1234
X4X255
A4
123
X02230
A7
12
X02020
Bm
234
X24432
Bm7
34
X24232
Bm7/A
234
524232
C9
34
X35533
D
123
XX0232
D/A
123
X0X232
D/F#
1234
2X0232
D4
123
XX0233
Em7
123
022030
F#m
34
244222
G
123
320003
G/Bb
134
X10033
Gm7
1234
3X333X
Tom: G
Intro: D, G, A, F#m, Bm, G, A


Solo da intro:

E|----------7\5-------------------
B|-----7-10-----------------------
G|-7h9----------7---7\9~----------
D|----------------9---------------
A|--------------------------------
E|--------------------------------



E|--------------------------------
B|--------------------------------
G|-10p9-7-9-7-9\11~---------------
D|--------------------------------
A|--------------------------------
E|--------------------------------



E|----------7\5-------------------
B|-----7-10-----7-7h8p7-5~--------
G|-7h9----------------------------
D|--------------------------------
A|--------------------------------
E|--------------------------------


D                 G           A
  Ninguém pode te adorar por mim
          Bm7          G          
Nem se arrepender por mim, por 
     A4    A
isso estou aqui
D/F#                G          A
    Não me deixes, pai, 
         Bm7           G
adormecer no Getsêmani do meu ser
              A4  A
Não posso retroceder
     D                         
Teu corpo foi prensado feito fruto 
A/C#
da oliveira
   Bm7           Bm7/A      G
E como azeite e sangue tua pele 
transpirou
    D                   A/C#
O dia do silêncio quem sabe estou 
vivendo
    Bm7         Bm7/A             
Ao ponto de pensar que o próprio pai
G
 me abandonou
      Bm        G           D    
As razões, aflições não anulam 
     Em7
minha paz
       Bm        G         A4    
E se fraco eu estou, forte o 
       A
senhor me faz

     D             D4  D      A
Oh! Leva-me ao extreeemo, eu sei que
 está doendo
Bm7 G Preciso alcançar o calvário e me entregar D D4 D A Até mesmo no silêêêncio eu sei que estás me vendo Em7 G A7 D Preciso alcançar o trono e te adorar (Intro com o solo) D/F# G A Não me deixes, pai, Bm7 G adormecer no Getsêmani do meu ser A4 A Não posso retroceder D Teu corpo foi prensado feito fruto A/C# da oliveira Bm7 Bm7/A G E como azeite e sangue tua pele transpirou D A/C# O dia do silêncio quem sabe estou vivendo Bm7 Bm7/A Ao ponto de pensar que o próprio pai G me abandonou Bm G D As razões, aflições não anulam Em7 minha paz Bm G A7 E se fraco eu estou, forte o senhor me faz D D4 D A Oh! Leva-me ao extreeemo, eu sei que está doendo Bm7 G Preciso alcançar o calvário e me entregar D D4 D A Até mesmo no silêêêncio eu sei que estás me vendo Em7 G Preciso contemplar teu trono e te A7 D (D4 D) adorar Bm G Vou te adorar, além da cruz eu vou D A/C# Lançarei a ti coroas de louvor Bm Em7 Digno tu és, cordeiro santo D/F# Gm7 Como os anciãos, me prostrarei, Senhor D/A G/Bb Mas enquanto sou o peregrino aqui D/F# Levarei a minha cruz até ao céu C9 subir D D4 D A Oh! Leva-me ao extreeemo, eu sei que está doendo Bm7 G Preciso alcançar o calvário e me entregar D A Até mesmo no silêêêncio eu sei que estás me vendo Em7 G Preciso contemplar teu trono e te A7 D adorar Final: Intro com o solo
Composição: Anderson FreireColaboração e revisão: Ademar Junior