Quando Deus prova um filho Não é para vê-lo humilhado O diamante tem mais brilho Quando pelo joalheiro é lapidado Assim é você! Um lindo diamante Mas tem que passar na mão do joalheiro Só então depois, que ele te moldar Você vai ganhar o brilho verdadeiro Não murmures nessa prova meu irmão Deus te tem como uma jóia em suas mãos
Em suas mãos! Quando Deus prova um filho Não é para vê-lo no pó O ouro se põem sobre as chamas Pra purificar e torná-lo melhor Tua prova é grande! Mas não é maior Do que a prova de fé que jó passou Ele perdeu tudo, os seus filhos morreram Mesmo assim ainda jó não murmurou Disse: Pobre nasci Pobre eu morrerei! Assentou sobre o pó e chorou E jogado ao chão, sobre a humilhação Levantou suas mãos para o céu e a Deus Adorou! Adorou! Adorou! Adorou! Adorou! Adorou à Deus! Adorou! Adorou! Adorou! Adorou! Adorou! Adorou à Deus!
Composição: Colaboração e revisão: Charllyson Santana