Charlie Puth lidera lista de ‘piores álbuns do ano’ pelo Metacritic

Por Damy Coelho

O site Metacritic que reúne as principais críticas sobre cultura pop, fez uma lista em que nenhum artista gostaria de estar presente. O site avaliou os “piores álbuns de 2016”, baseados nas notas mais baixas que os artistas obtiveram da crítica norte-americana. Todo mundo que ficou com a nota abaixo de 6.1 estava no páreo. A partir daí, a contagem foi feita.

O artista que levou a melhor (ou pior, né) na lista foi Charlie Puth, que teve seu Nine Track Mind eleito o pior álbum de 2016, com a nota girando em torno dos 3 ínfimos pontos. Detalhe: a nota abaixo de 4, para o Metacritic, é mais do que vermelha, sendo considerada “majoritariamente negativa”.

Veja a lista completa, que tem ainda Neil Young, Meghan Trainor, Kaiser Chiefs e Wiz Khalifa:

1. Charlie Puth – Nine Track Mind (37)
2. Various Artists – Star Wars: Headspace (48)
3. Richard Ashcroft – These People (51)
4. Bloc Party – Hymns (55)
5. Die Antwoord – Mount Ninji and Da Nice Time Kid (55)
6. MSTRKRFT – Operator (55)
7. Fitz & the Tantrums – Fitz and the Tantrums (56)
8. Wiz Khalifa – Khalifa (56)
9. Benji Hughes – Songs in the Key of Animals (57)
10. Neil Young – Peace Trail (57)
11. Thom Sonny Green – High Anxiety (57)
12. Kula Shaker – K 2.0 (58)
13. Choir of Young Believers – Grasque (59)
14. Jake Bugg – On My One (59)
15. Macklemore & Ryan Lewis – This Unruly Mess I’ve Made (59)
16. Kaiser Chiefs – Stay Together (59)
17. Robbie Williams – Heavy Entertainment Show (59)
18. Simple Minds – Simple Minds Acoustic (59)
19. Mr. Oizo – All Wet (59)
20. Travis – Everything at Once (60)
21. Catfish & the Bottlemen – The Ride (60)
22. Meghan Trainor – Thank You (60)
23. Deadmau5 – W:/2016ALBUM/ (60)

 

Para quem não sabe, Charlie Puth saiu direto do Youtube para o sucesso no mercado fonográfico. Além de cantor, Charlie também é compositor e produtor. Ele já fez parcerias com Meghan Trainor e Wiz Kahlifa – que, coincidentemente, também estão na lista da Metacritic de “piores álbuns do ano”.

Nine Track Mind é o seu álbum de estreia e teve produção assinada pelo próprio cantor. Apesar de a crítica torcer o nariz, o disco conseguiu até um bom número de vendas, entrando para o Top 200 da Billboard.