Nunca é cedo (ou tarde demais) para gostar de rock:veja 3 provas disso

Por Damy Coelho

Na semana do Dia Mundial do Rock, não é à toa que o estilo foi um dos assuntos mais comentados nos últimos dias. Apesar de ter sumido das rádios nacionais no último ano, o rock ainda tem força e mostra a cada dia que está longe de morrer, como muitos apostam (é só pensar: você se lembra de algum outro estilo musical que tenha uma data mundial só pra ele, tão famosa quanto o 13 de julho?!) .

Conheça mais sobre a história do rock’n’roll no especial “Dia do Rock” do Cifra Club!

Prova da força que o rock’n’roll ainda tem é como o movimento é capaz de unir gerações de pessoas tão diferentes, mas que compartilham de gostos parecidos quanto o assunto é qual música toca na sua playlist.

Veja abaixo pessoas, de 4 a 82 anos de idade, que, como a gente, também são apaixonadas pelo rock’n’roll.

 

Bruce Springsteen e a baby-fã

O “The Boss” é conhecido por gostar de interagir com o público durante os shows, mas nem ele estava pronto para tanta fofura: Bruce Sprigsteen estava cantando em um show recente quando reparou em uma adorável fã de apenas 4 anos, que parecia ansiosíssima para falar com o cantor. Bruce chamou a menina ao palco e o jeito que a pequena fã olha para o ídolo é tão adorável (e ela ainda canta!) que a gente nem pode comentar mais – só dando o play pra entender:

Paul McCartney e a garota do baixo

 

O ex-beatle também adora chamar pessoas da plateia para subirem ao palco em seus shows. Pois na última passagem de Paul pela Argentina, em maio, o músico se surpreendeu quando uma fã pediu para tocar baixo com ele em “Get Back”. A menina tem apenas 10 anos e já mostra potencial: Kim Gordon (Sonic Youth) e Kim Deal (Pixies), as grandes musas do baixo, ficariam orgulhosas da pequena seguidora. Confira:

 

Vovô metaleiro

John Hetlinger é um senhor de 82 anos que virou sensação nesta semana depois de aparecer cantando nu metal no American’s Got Talent. O oficial aposentado da marinha deixou todo mundo boquiaberto ao mandar ver no cover do Drowning Pool:

Pois é claro que a banda ficou enloquecida com a apresentação do senhor que até chamou John para cantar com eles durante um show, em Chicago. O resultado é ainda mais incrível que o vídeo da audição, que se tornou um viral. Vem ver:

Eis uma pequena prova de que nunca é tarde para se dedicar a cantar ou a aprender um instrumento – e também de que nunca é cedo para gostar de rock’n’roll. Alguém duvida?