Exercícios de palhetada alternada para treinar hoje

Por Gustavo Morais

A palhetada alternada é uma ótima forma para desenvolver a técnica na guitarra

Exercícios de palhetada alternada são fundamentais para o desenvolvimento técnico de um guitarrista. Além de ajudar a desenvolver a velocidade, esse treinamento possibilita a criação de ideias musicais mais dinâmicas e melódicas.

Num outro artigo, nós conversamos sobre conceitos e definições desse assunto. Inclusive, chegamos até a entrar nos treinos. Nest post, todavia, vamos aprofundar nos exercícios. A partir desse nosso papo, você enxergará novos horizontes e, consequentemente, ampliará o seu leque de informações sobre técnica musical.

Prepare sua guitarra, se acomode por aí e vamos nessa!

Exercício de digitação – independência dos dedos

A princípio, pratique as digitações ilustradas na imagem abaixo em todas as cordas e em todas as regiões do braço da guitarra. É importante fazer as 24 possibilidades! E não se esqueça de utilizar o metrônomo, sempre partindo do andamento mais lento que você considerar adequado.

Digitação faz parte dos exercícios para treinar palhetada alternada

Os exercícios de digitação acima podem ser praticados todos os dias. Esse treinamento vai ajudar tanto na independência dos dedos, quanto na questão da palhetada alternada.

Como treinar palhetada alternada

Agora, que você está devidamente familiarizado com a tabelinha acima, chegou a hora de aplicarmos algumas possibilidades de digitações de forma isolada. Nesse sentido, claro, combinaremos com os movimentos de palhetada alternada.

Nos exercícios a seguir, vamos praticar a palhetada alternada com algumas variações dos exercícios anteriores. Preste muita atenção no padrão de cada exercício, e tente fazê-los de forma constante em todos os andamentos que treinar.

Vamos lá?

Exercício I – palhetada alternada com padrões de digitação

Nesse primeiro exercício, nós treinaremos as digitações 1234 e 4321. Todavia, manteremos três palhetadas em cada corda.

Exercício de palhetada alternada

Dê o play e confira como fica nos andamentos lento e acelerado, respectivamente.

Já no exercício a seguir, devemos fazer uma troca constante entre os dedos de casas e cordas. Faça esse treinamento em todas as casas do braço do seu instrumento.

Ouça atentamente os áudios desse exercício de palhetada alternada:

Agora, vamos treinar uma palhetada por corda. Para fazer esse exercício, mantenha sempre a palhetada alternada e procure não “sujar” o som.

Abaixo, você ouve como esse som deve soar.

Por fim, chegou a hora de treinar salto de cordas. Lembrando: seguiremos as digitações 1234 e 4321.

Confira esse som:

Exercício II – palhetada alternada com padrões de escalas

Outra boa possibilidade para treinar a palhetada alternada é utilizar os padrões e a digitação de escalas. Afinal, as escalas são portas de entrada para que o estudo da técnica seja menos mecânico e mais melódico. Nos exercícios a seguir, nós vamos treinar a palhetada alternada com o shape de algumas escalas. Geralmente, as escalas são dispostas em um padrão de duas ou três notas por corda.

A primeira que estudaremos é Escala Hexafônica (Escala de Tons Inteiros), em duas cordas até décima segunda casa.

Agora, vamos treinar a mesma escala na forma diagonal e mantendo o padrão de três notas por corda.

Na sequência, nós temos Escala Pentatônica com o padrão de duas notas por corda. Comece palhetando para baixo e na primeira corda repare que serão tocadas três notas, fato este que mudará o sentido da palheta. A partir daí todas as cordas começarão sendo tocadas para cima.

Para finalizar essa etapa de exercícios de palhetada alternada com padrões de escalas, nada melhor do que algo que requer total atenção. Logo, vamos de Escala Diminuta, com o padrão de duas notas por corda.

Tab com exercícios de palhetada alternada

A intenção dos exercícios acima é mostrar que qualquer shape de escala, conjunto de notas ou até mesmo uma sequência difícil, servem como base de exercícios para você manter sua técnica em dia. Enfim, experimente utilizar os exemplos acima para compor novos padrões e variações!

Exercício III – palhetada alternada com riff

Nesse meio tempo, já treinamos palhetada alternada com fundamentos mais técnicos. Porém, convenhamos, nada melhor do que fazer um som para praticar o que aprendemos. Logo, nesta fase do estudo, vamos treinar com riffs.

Nesse primeiro exercício, vamos trabalhar o pedal-point da nota Sol na décima segunda casa da terceira corda, bem como vamos alternar a sua execução com outras notas da escala de Sol Maior.

Agora, o exercício é construído em cima da escala de Lá Menor. Vamos pegar as seis primeiras notas do exercício e repeti-las uma oitava abaixo e depois duas oitavas abaixo.

Por fim, chegou a hora de tocar um riff bem famoso! A escolha aqui é a música Blitzkrieg, de Yngwie Malmsteen. O padrão é o mesmo e se repete durante todo o riff, porém, não se esqueça da palhetada alternada.

Em síntese, você tem na ponta dos dedos alguns exercícios para treinar palhetada alternada. Nesse sentido, coloque a criatividade em prática e experimente as possibilidades. Por fim, mas não menos importante, que tal espalhar o link deste post por aí? Assim como você, muito guitarrista tem interesse em desenvolver o lado técnico da coisa! Bend up!