Quem é Mick Jagger? Conheça as principais curiosidades sobre o rockstar

Por Ayllana Ferreira

Com esta leitura, você vai conferir alguns fatos que provavelmente não conhecia para saber quem é Mick Jagger!

Mick Jagger em show dos Rolling Stones de braços abertos
Estamos falando de uma das principais personalidades do rock’n’roll (Foto/Reprodução/Internet)

Você já se perguntou, ao menos uma vez, quem, de fato, é Mick Jagger? Além de fundador e líder dos Rolling Stones, ele é um dos melhores vocalistas de todos os tempos. O cantor acumula uma vida pessoal para lá de movimentada e, a título de curiosidade, já participou de alguns filmes. Isso sem falar nos seus oito filhos.

E aí, ficou curioso ou curiosa para saber mais dessas histórias? Em homenagem ao aniversariante do mês, decidimos fazer um conteúdo biográfico sobre ele. A proposta é conhecer um pouco mais da sua vida pessoal e da personalidade deste ícone do rock. Esperamos que você goste!

Quem é Mick Jagger?

Para contar quem é Mick Jagger, optamos por construir a nossa narrativa a partir de curiosidades. Isto é, daremos vida a esta história com fatos inusitados e surpreendentes sobre o cantor. Confira a seguir e aproveite!

1. Estudou no primário com Keith Richards

Em 1943, nascia Michael Philip Jagger, filho de um professor e de uma dona de casa. Criança e adolescente exemplar, ele sempre conquistou as pessoas por onde passava, por conta do seu carisma e bom humor.

Ainda na época do primário, ele conheceu Keith Richards. Porém, a amizade com o histórico guitarrista dos Rolling Stones só veio mesmo alguns anos após.

2. Cursou alguns anos de Contabilidade e Finanças

Em contraposição à imagem de rockeiro rebelde, para você entender quem é Mick Jagger, é preciso conhecer um pouco mais do seu passado. Mais especificamente, saber que ele cursou alguns anos de Contabilidade e Finanças.

Em 1960, entrou para a London School of Economics, onde fez os primeiros períodos. No entanto, essa parte da sua vida durou pouco.

Desde os 14 anos, ele já era apaixonado pela música. Enquanto estudava, investia na sua carreira musical ao lado de Mick Taylor, que também viria a se tornar guitarrista dos Stones.

Quando as coisas começaram a dar certo, ele precisou escolher. Obviamente, optou por seguir como músico. Um pouco depois, convidou Keith Richards para ser seu guitarrista. Juntos, os três começaram a explorar o cenário musical de Londres.

3. Cantou covers no início da carreira

Acredite, por mais que Mick Jagger seja considerado um dos maiores compositores de todos os tempos, ele já cantou muito cover. Mesmo sendo o autor de (I Can’t Get No) Satisfaction, sua vida como “criador” demorou um pouco para acontecer.

Ainda no início da sua carreira, ele tocou muitos covers de blues e R&B. Foi só devido a um empresário, depois de Mick Taylor já ter largado a banda, que ele decidiu começar a compor. Ao lado de Keith Richards, criou algumas das maiores músicas de todos os tempos.

Em 1963, que foi quando parte dessas coisas aconteciam, o grupo já se chamava The Rolling Stones. Um ano depois, veio o primeiro CD. No entanto, o começo da fama veio só alguns anos após com a já citada (I Can’t Get No) Satisfaction (1965) e Stupid Girl (1966).

4. Participou de vários filmes

Enquanto a sua vida como músico começava a ficar movimentada, Mick Jagger começou também a atuar. Alguns anos após ser preso por porte de drogas, ele participou do longa-metragem Ned Kelly. Na trama, ele representava um fora da lei. Um pouco depois, fez In Performance. Dessa vez, era um lendário astro do rock.

Foram mais de 30 filmes. Em um deles, Freejack – Os Imortais, o compositor atuou ao lado do premiado Anthony Hopkins. Conforme o tempo passava, em épocas menos movimentadas na música, ele se dedicava ao cinema. Teve até mesmo um documentário do The Rolling Stones em que foi produtor e ator.

5. Disse que prefere morrer a continuar cantando Satisfaction depois dos 45

(I Can’t Get No) Satisfaction sempre foi (e talvez será) o ponto alto dos shows dos Stones. Tanto que nem mesmo a fala de Mick Jagger foi capaz de barrar o seu sucesso. É importante lembrar que quando a música foi lançada, em 65, marcou a história do rock para sempre.

Não só a letra repleta de inconformismo e insinuação sexual, como também o sex appeal do vocalista chamou atenção. Em 2004, a canção foi eleita pela revista Rolling Stones como a segunda música mais importante de todos os tempos. Estava atrás apenas de Like a Rolling Stones, do Bob Dylan.

6. Teve 8 filhos com 4 mulheres diferentes

A vida pessoal de Mick Jagger sempre foi bastante movimentada, realmente. Chamado de gato vira-lata em entrevista por uma das suas ex-esposas, a traição sempre acompanhou os seus relacionamentos. Homens ou mulheres, poliamor ou o que for, o compositor nunca teve medo de se entregar.

Como resultado, teve 8 filhos com 4 mulheres diferentes. Uma dessas relações, com Marsha Hunt, rendeu a música Brown Sugar. Entretanto, infelizmente, a criança, Karis, que hoje já é uma adulta, precisou ser reconhecida somente após uma sentença judicial.

7. Recebeu o título de Sir Mick Jagger

Com os Rolling Stones, foram 29 álbuns de estúdio lançados. Isso sem falar nos vários sucessos compilados e na sua carreira sem ser com a banda.

Em 1985, foi quando a sua carreira solo começou. She’s the Boss foi o primeiro álbum da carreira lançado. Certificado com Disco de Platina e Disco de Prata, o trabalho continha músicas como Lonely at the Top e Secrets.

Em seguida, vieram três outros trabalhos de estúdio:

  • Primitive Cool (1987);
  • Wandering Spirit (1993);
  • Goddess in the Doorway (2001).

Como forma de homenagear tudo o que Mick Jagger representa, ele foi condecorado como Sir. Em 2002, a rainha Elizabeth II nomeou ele e a banda como Cavaleiros da Ordem do Império Britânico.

8. É considerado pé-frio pelos brasileiros

Uma última curiosidade, mais divertida, sobre quem é Mick Jagger é o seu status de pé-frio. Que os brasileiros amam um meme, não é segredo para ninguém. Mas você sabia do título que o vocalista recebeu?

Tudo começou na Copa do Mundo de 2010, quando ele declarou o seu apoio aos Estados Unidos. A equipe norte-americana perdeu por 2 a 1. Depois, veio a torcida para a Inglaterra, que perdeu de 4 a 1. Em seguida, para a Argentina, goleada por 4 a 0, e assim continuou…

Mesmo mais de 10 anos depois, a brincadeira segue viva. Entretanto, apesar de tudo isso, é inegável o carinho dos brasileiros por um dos maiores compositores da história.

Ao longo deste conteúdo, falamos sobre quem é Mick Jagger, um dos maiores vocalistas de todos os tempos. Foram mais de 20 álbuns lançados e inúmeros sucessos na história do rock como líder dos Rolling Stones.

E aí, o que achou do conteúdo? Esperamos que tenha gostado! Compartilhe nas redes sociais e deixe o seu apoio!