9 músicas para entender quem é Olivia Rodrigo 

Por Bella Souza

Você já deve ter ouvido Drivers License por aí e se perguntado: quem é Olivia Rodrigo? Esse questionamento tem sido feito muitas vezes nos últimos seis meses, e a resposta vai um pouco além do que se espera.

Quem é Olivia Rodrigo?
Olivia Rodrigo “chegou chegando” com sua sofrência pop (Foto/Divulgação)

Além da ficha técnica, Olivia Rodrigo é um produto Disney impulsionado por múltiplas referências fora da casa do Mickey. As onze faixas de seu novíssimo repertório têm para contar uma história mais longa do que o seu tempo de carreira.

Nesse artigo, vamos analisar a estrela em ascensão em cima de músicas de seu recém-lançado disco de estreia, Sour.

Quem é Olivia Rodrigo?

De ascendência filipina, alemã e irlandesa, a estrela do momento deu seus primeiros passos ainda criança. A pequena Olivia, aos cinco anos, já era fã de Taylor Swift e almejava seguir os passos da cantora. Não demorou muito para que começasse a fazer audições e, anos depois, terminasse em Bizaardvark e High School Musical: The Musical – The Series.

Olivia Rodrigo tocando ukulele
Olivia Rodrigo é uma artista que procura “pensar fora da caixa” (Foto/Divulgação)

Hoje, aos 18 anos e com o timbre de voz bem resolvido, está colhendo as recompensas da preparação de toda a sua vida. Ainda assim, não era de se esperar que, logo no primeiro single, Olivia fosse quebrar os recordes dos seus ídolos. Entre os esforços em marketing e a agradável superação de expectativa, há um olhar interessante da artista sobre os gostos da sua geração.

1. Drivers License

Lá no começo do ano, o questionamento sobre quem é Olivia Rodrigo começou a correr o mundo. A canção foi o primeiro #1 da Billboard em 2021 e permaneceu no posto por longas semanas, quebrando todos os recordes possíveis. A história do término da garota que havia acabado de tirar a habilitação ganha destaque com a interpretação marcante da cantora.

Nesse meio tempo, descobrimos quem era o nome escondido na faixa: o ator e cantor Joshua Basset, parceiro de cena de Olivia em HSMTMTS. Como resultado, o contexto da composição impulsionou ainda mais a curiosidade coletiva. Elogiado e comparado aos trabalhos das cantoras Lorde e Taylor Swift, o primeiro single de Rodrigo é a maior produção de Sour.

Aprenda a tocar Drivers License no Cifra Club em cinco acordes simples. A batida fácil pode ser dinamizada em intensidade, de acordo com o que a letra pede. Nessa interpretação você vai utilizar mais o coração do que as mãos.

2. Deja vu

O segundo single veio para equilibrar o ar alternativo de Drivers License e testar o alcance de Olivia. O pop perfection de Sour continua a história de seu antecessor, porém se posicionando em outra fase do término.

Agora, entoando “So when you gonna tell her that we did that too?”, Rodrigo questiona ao ex se ele lembra das coisas que fizeram juntos. A melodia se apoia na percussão marcada e na ambiência de sintetizadores à la Lorde, que dita o humor provocativo da faixa.

O melhor disso tudo é que você pode aprender a tocar Deja-vu com apenas três notas. Isso mesmo! A composição cumpre o papel de parecer diferente, mas, na verdade, é bem fácil.

3. Good For You

A canção é um aceno às bandas como Paramore, em Riot (2007), um gostinho de nostalgia do final dos anos 2000. Em outras palavras, os órfãos de Hayley Williams e companhia encontraram conforto no hit de Olivia, levando-a, novamente, ao topo dos charts. 

Essa é a fase mais voraz do seu processo de recuperação, e também a música menos óbvia para aprender no violão. O riff de contrabaixo gruda na cabeça e pode complicar o processo de aprendizagem. No entanto, você vai precisar de somente seis notas para tocar Good For You. Aposte na empolgação e na intensidade da sua performance!

4. Favorite Crime

A princípio, a faixa pode parecer somente mais uma balada de Sour, mas, a paciência, leitor, é uma virtude! A canção acaba segurando o ouvinte ou pela letra (uma das melhores do álbum) ou pela belíssima harmonia no refrão. A subida de nota ao final confere ainda mais emoção à composição que encaixaria até no Folklore, de Taylor Swift.

Aprenda a tocar Favorite Crime em A, dedilhando cinco notas. Caso queira dinamizar a sua performance, troque o dedilhado por batidas da ponte em diante. 

5. Happier

O piano dramático que acompanha a oitava faixa de Sour é o elemento mais conservador do álbum. A balada romântica com cheiro de Ed Sheeran assenta bem no repertório e as notas fáceis a tornam ainda mais atrativa.

Aprenda a tocar Happier, com apenas oito notas. Caso seja iniciante e tenha dúvidas sobre como tocar a melodia em um violão, visite Perfect, de Ed Sheeran. Ou seja, siga a mesma lógica dedilhada de uma música com compassos semelhantes.

6. Brutal

A faixa que abre Sour é a pancada mais forte do álbum e sugere que Olivia andou ouvindo Avril Lavigne e outras referências pop punk. Na composição nervosa, Olivia critica conselhos adultos, construções sociais e mostra o lado feio da sua adolescência. Segundo ela mesma, essa performance deve ser a parte que mais gosta nos shows. E pode ser a sua também, leitor!

Aprenda a tocar Brutal em C#m, com onze notas. A cifra de nível intermediário pode dar trabalho aos iniciantes, mas vale o esforço para bater cabeça em grande estilo.

7. 1 Step Forward, 3 Steps Back

Na faixa, Rodrigo traz não um sample, mas uma regravação autorizada de parte de New Year’s Day, de Taylor Swift. Essa é outra que poderia ser encaixada em um dos trabalhos da veterana multipremiada.

Um capotraste na segunda casa e apenas quatro notas é o que você precisa para aprender a tocar 1 Step Forward, 3 Steps Back. Aliás, caso ainda esteja aprendendo a cantar e tocar junto, a canção pode ser um bom exercício, mas atenção nas passadas para o refrão.

8. Jealousy, Jealousy

Se os britânicos do Royal Blood decidissem participar de Reputation (2017) de Taylor Swift, provavelmente, essa união soaria como Jealousy, Jealousy. Definitivamente, a comparação já é o suficiente para incluí-la no seu setlist.

Com o capo na primeira casa, aprenda a tocar Jealousy, Jealousy com apenas cinco acordes e nenhuma pestana.

9. Hope Ur Ok

Essa é a composição mais distante da história central do álbum. Em Hope Ur Ok, Olivia lembra de pessoas que conheceu no passado e deseja a eles coisas boas. A curiosidade da faixa está na proximidade com o trabalho de seu amigo, Conan Gray, e também na visão queer que a letra sugere.

Aprenda a tocar Hope Ur Ok em C. A princípio, a batida poderá ser complicada para os iniciantes, mas nada que a prática não resolva. Conte o Cifra Club Academy para te ajudar nessa e em todas as outras que precisar. E, claro, não esqueça de se divertir no processo! 

Em síntese, a novata traz uma sequência de acertos em seu primeiro trabalho, sendo coesa em sua narrativa. Para alguns, a história pode parecer repetitiva, mas a qualidade do que foi tirado da experiência é incontestável.

Segundo a cantora, ela não é mais a pessoa que escreveu Sour. Portanto, se você veio até aqui procurando saber quem é Olivia Rodrigo, leve a resposta de que ela é uma promessa. E das boas.

Gostou de conhecer mais sobre Olivia e suas influências? Compartilhe o artigo com os amigos e aprenda outras cifras da nossa mais nova artista favorita!