Quem foi Tom Jobim (e sempre será)

Por Roger Dorl

Neste artigo, você passeia pela trajetória artística e de vida de um dos maiores artistas que o nosso país já viu e conhece, de fato, quem foi Tom Jobim!

Tom Jobim se apresentando em show
Tom Jobim está marcado na história da música brasileira eternamente (Foto/Reprodução/Internet)

Pouca gente no Brasil – e talvez no mundo – não sabe quem foi Tom Jobim. Certamente, todos conhecem alguma de suas obras mais famosas. E é por isso que ele sempre será único e inesquecível.

Não é todo dia que falamos sobre o mestre de alguns dos principais estilos musicais brasileiros. Nem tem como fazer isso sem demonstrar o imenso respeito a essa figura inspiradora. Então, conheça agora um pouco mais sobre o nosso querido e eterno maestro nesta biografia de Tom Jobim!

A biografia de Tom Jobim

Dados biográficos não dão conta de explicar quem foi Tom Jobim, mas ajudam a iluminar o caminho. Aqui, você vai conhecer melhor a trajetória da vida e da carreira deste que é um dos maiores nomes da MPB.

E, além disso, poderá recordar alguns dos seus maiores sucessos, muitos deles indiscutíveis clássicos da bossa nova e do samba. Aliás, que tal aprender a tocar, também, algumas dessas obras? É só continuar com a gente!

Onde tudo começou 

A biografia de Tom Jobim começa em 25 de janeiro de 1927, quando veio ao mundo Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim. Nascido na Tijuca, mudou-se bem cedo para Ipanema e foi criado ali mesmo, em uma família que incluía tios seresteiros e uma avó pianista.

Aos 14 anos, já tocava diversas músicas de ouvido. Sempre foi muito dedicado aos estudos e, logo cedo, se apaixonou pela obra de Villa-Lobos.

Mais tarde, porém, foi estudar arquitetura e trabalhar no escritório do respeitado arquiteto Lúcio Costa. No entanto, não deu certo. Claro, pois sua verdadeira vocação ainda esperava por ele.

A carreira musical

No início dos anos 1950, Tom começou a tocar em bares e boates cariocas. Logo, foi contratado pela gravadora Continental para fazer arranjos e transcrever as melodias dos músicos que não sabiam fazê-lo.

Mais tarde, quando já trabalhava na Odeon, começou a compor seus primeiros sambas e teve suas primeiras parcerias com Billy Blanco e Dolores Duran.

Seu primeiro grande sucesso foi Teresa da Praia, gravada em 1954 por Lúcio Alves e Dick Farney. Confira:

Parcerias que marcaram a história

Em 1956, Tom Jobim musicou a peça Orfeu da Conceição, de Vinicius de Moraes. Assim, esse foi o começo de uma parceria de muito sucesso e muito duradoura.

Entre as canções que faziam parte do musical, estava Se Todos Fossem Iguais A Você, que logo alcançou também um grande sucesso.

Pouco depois, em 1958, lançou o LP Canção do Amor De Mais, junto a Vinicius, Elizeth Cardoso e um baiano até então desconhecido: João Gilberto. A partir daí, a Bossa Nova começou a nascer e tomar forma. 

O grande salto aconteceu no ano seguinte, com Chega De Saudade, cantada por João Gilberto e com arranjo musical de Tom. Para aprender a tocar esse grande sucesso, é só conferir a videoaula a seguir!

Antônio Brasileiro e Internacional 

Em 1962, Tom Jobim foi destaque do Festival da Bossa Nova, no Carnegie Hall, em Nova York. Dessa forma, começou sua carreira internacional, que passou boa parte dos anos 1960 na ponte aérea entre Rio e Los Angeles.

Já no ano seguinte, gravou seu primeiro disco em parceria com um músico estadunidense, o saxofonista Stan Getz. E então, em 1967, foi a vez de gravar com o grande Frank Sinatra.

O disco Francis Albert Sinatra e Antônio Carlos Jobim incluía versões em inglês das músicas de Tom, como Girl From Ipanema, How Insensitive e Quiet Night (Corcovado). Além destas, o disco trazia composições estadunidenses, como a música I Concentrate on You, de Cole Porter.

Outras parcerias e sucessos solos

Mesmo que se aventurava internacionalmente, Tom Jobim nunca deixou de produzir sua boa música brasileira, como é o caso de Samba do Avião, de 1963.

Em 1968, iniciou outra grande parceria que rendeu inúmeros sucessos, desta vez com Chico Buarque. Eles venceram o III Festival Nacional da Canção, da TV Globo, com a canção Sabiá, interpretada por Cynara e Cybele, do Quarteto em Cy. 

Tom seguiu experimentando e gravando músicas vocais e instrumentais, juntando harmonias típicas do jazz e elementos brasileiros.

Assim, em 1970, lançou dois álbuns, Matita Perê e Urubu. Neles, constavam algumas músicas inesquecíveis, como Águas de Março e Lígia.

Também nessa época, gravou discos de sucesso com artistas como Elis Regina, Miúcha e Edu Lobo. Inclusive, a parceria entre Tom e Elis na já citada Águas de Março é um dos maiores registros da música brasileira. Quer aprender a tocar esse grande clássico? Então se liga:

A despedida

Em 8 de Dezembro de 1994, o grande maestro Tom Jobim nos deixou. Em seus 67 anos, casou-se duas vezes e teve quatro filhos, dois em cada casamento. Mas seu maior legado, sem dúvida, foi na música brasileira, na qual viveu e respirou até o fim.

Pouco antes de partir,  em 1992, foi o grande homenageado da Estação Primeira de Mangueira, com o samba-enredo Se todos fossem iguais a você.

Seu último álbum foi lançado três dias depois de sua morte. Chamado de Antônio Brasileiro, o disco mesclava regravações e canções inéditas.

Antônio Carlos Jobim foi vítima de uma parada cardíaca, enquanto se recuperava de um câncer na bexiga, em Nova Iorque.

O eterno reconhecimento

Algumas das homenagens dedicadas ao mestre da música após a sua morte foram:

  • O aeroporto internacional do Rio de Janeiro passou a ser chamado Aeroporto Internacional Tom Jobim;
  • A revista Rolling Stones considera Tom Jobim o principal expoente da música brasileira.

Além disso, suas músicas são reconhecidas e regravadas até hoje em todo o mundo. Em 2009, por exemplo, o artista Iggy Pop gravou uma versão da música How Insensitive.

Ademais, Anitta apostou em Garota de Ipanema para lançar sua carreira internacional, reconstruindo-a na faixa Girl From Rio.  

Garota de Ipanema é a segunda música mais tocada no mundo, perdendo somente para Yesterday, dos Beatles. E você ainda não sabe tocar este hino da música mundial?! Então, a hora é essa:

E para você, quem foi Tom Jobim?

Cada um de nós terá sempre sua própria resposta para “quem foi Tom Jobim?”, enquanto todos experimentarmos sua obra à nossa própria maneira. Mas aí está um pouquinho do que foi sua vida e dos grandes momentos da sua carreira.

Gostou? Então, não deixe de compartilhar com seus amigos, discutir suas preferências e construir sua própria imagem do grande Maestro. Por fim, você também pode visitar o Cifra Club para aprender outras músicas de Tom Jobim!