Refluxo em cantores: ele pode atrapalhar a voz?

Por Fabio Teixeira

Você tem sentido dificuldade em atingir notas agudas que alcançava antes? Tem sentido sintomas como rouquidão ou tosse constante? Pode ser refluxo. Mais do que sintomas aparentemente leves, saiba que o refluxo em cantores pode atrapalhar muito uma performance. Às vezes, pode até mudar o rumo de toda uma carreira.

Mas o que é exatamente o refluxo? Ele é mais comum em cantores do que em outras pessoas? Como ele influencia a voz cantada? São essas e outras respostas que você encontra neste artigo. 

O que é o refluxo?

O refluxo acontece quando o ácido estomacal retorna pelo esôfago. Se subir mais, pode atingir a cavidade oral e até mesmo as pregas vocais, que fazem parte da produção da voz falada e cantada.

Refluxo em cantores é uma situação mais comum do que possamos pensar
(Foto/Needpix)

A doença pode ser causada por vários fatores, incluindo a má alimentação, o excesso de peso e a hérnia de hiato. Além disso, ela pode surgir pela combinação de mais de um desses fatores e até mesmo pela presença de uma bactéria, a H. Pylori. Praticamente 50% das pessoas do mundo já foram ou serão infectadas por ela. Então, fique de olho na sua saúde.

O refluxo é mais comum em cantores?

De acordo com um estudo recente da Universidade Católica de Roma, os cantores apresentam mais sintomas de refluxo do que a população em geral. Ainda segundo a pesquisa, das 578 pessoas que não cantavam profissionalmente, 17% apresentaram sintomas relacionados à doença. Enquanto isso, o refluxo em cantores apareceu em 35% dos casos. Mas por que isso acontece?

A expiração prolongada e o uso do apoio, tão comuns e necessários para o canto, também podem influenciar no aparecimento do refluxo. Com eles, a musculatura abdominal é ativada e exerce uma pressão sobre a parede do estômago, conforme a cavidade torácica se comprime.

Como agora você já sabe o que causa o refluxo, já pode imaginar o quanto essa inevitável pressão pode contribuir para que ele aconteça. Mas como a doença se manifesta na voz?

Sintomas do refluxo em cantores

É claro que todos os sintomas podem aparecer em qualquer pessoa, independentemente de ela ser cantora ou não. Mas o refluxo em cantores muitas vezes traz prejuízos adicionais. Aliás, é possível que você nem se incomodasse tanto com a doença se não exercesse essa atividade.

Os sintomas mais comuns que prejudicam a voz cantada são a rouquidão, a tosse seca e a perda  da extensão e tessitura vocal. Em outras palavras, você deixa de conseguir alcançar aquelas notas agudas que fazia antes e perde a qualidade das notas que ainda consegue fazer. Além disso, alguns cantores também notam problemas como a “quebra” de registro, que passa a acontecer em momentos que não acontecia.

Se não tratada, a doença pode se tornar muito séria para quem usa a voz profissionalmente. Nesse meio tempo, além de não poder cantar ou ter de reduzir suas atividades, outro problema pode surgir. Na tentativa de conseguir cantar “normalmente” você pode produzir um esforço demasiado, provocando lesões e se acostumando com técnicas inadequadas.

Como evitar refluxo em cantores (ou não cantores)?

A primeira coisa que você pode fazer é promover algumas mudanças no seu dia a dia. Algumas vezes elas já são o suficiente para melhorar seus sintomas. Por mais que para algumas pessoas essas adaptações sejam sacrificantes, elas são indispensáveis para processo de melhora.

Alimentação saudável e mudanças no horário das refeições

A ideia é reduzir o consumo de alimentos gordurosos, como frituras, leite e queijo, além daqueles que sejam muito ácidos. Alguns exemplos são as frutas cítricas, o café, os chás e as bebidas alcoólicas. Mas o horário da alimentação também influencia. Evite comer por aproximadamente três horas antes de deitar, logo antes ou depois de cantar. Ah, como sempre, o cigarro também prejudica bastante.

Hora de dormir

Para evitar o refluxo noturno algo importante a se fazer é levantar a cabeceira da cama em aproximadamente 15 centímetros. Isso evita que o conteúdo do estômago volte pelo esôfago e atinja as pregas vocais. Partindo do mesmo princípio, dormir virado para o lado esquerdo também pode ajudar, já que o estômago possui sua curvatura mais voltada para este lado.

Cuidados com o peso

O sobrepeso e a obesidade, em especial, contribuem muito para o refluxo, uma vez que o excesso de gordura aumenta a pressão intra-abdominal. Além disso, essa pressão pode alargar a cavidade do estômago para o esôfago, produzindo a chamada hérnia de hiato. 

Qual médico cuida de refluxo?

O otorrinolaringologista e o gastroenterologista são os especialistas que podem coordenar o tratamento contra o refluxo.

O primeiro irá conversar com você sobre os sintomas e pode lhe sugerir mudanças de hábitos. Além disso, pode receitar remédios (como os inibidores da bomba de prótons) ou solicitar um exame chamado laringoscopia. Para o cantor esse exame é imprescindível, pois ajuda a entender se há indícios de refluxo nas pregas vocais. Caso esses sinais apareçam, juntamente com os sintomas, há chances do refluxo estar prejudicando sua voz cantada.

Já o gastro pode solicitar alguns exames, incluindo pHmetria, manometria e endoscopia digestiva alta, que podem detectar sinais de refluxo. Há também um exame específico, a impedâncio-pHmetria esofágica, que pode encontrar outro tipo da doença, o refluxo não-ácido. Infelizmente, esse refluxo também pode prejudicar a voz do cantor.

Se nada disso funcionar, há ainda a possibilidade de cirurgia. A mais usada é a fundoplicatura, que é uma técnica com diversos estudos sérios que comprovam sua eficácia em boa parte dos casos. No entanto, existem outras técnicas, sendo a Stretta uma das alternativas mais novas e promissoras. Menos invasiva, ela é realizada com uma sonda e utiliza energia de radiofrequência. Há poucos riscos e a recuperação é rápida.

Ajude outros cantores!

Agora que você já sabe bastante sobre refluxo em cantores, que tal compartilhar este artigo com seus amigos que cantam, profissionalmente ou não? Isso certamente ajudará muitos deles a lidar com o problema.

Confira também quais são os mitos e verdades sobre técnicas para melhorar a voz para cantar e dar um upgrade em sua performance. E por fim, confira um vídeo com dicas que também ajudam a melhorar a performance vocal.