Sarah Sheeva fala sobre feminismo: ‘direitos iguais não é legal’

Por Damy Coelho

Sarah Sheeva não quer ter direitos iguais aos homens (Foto: Instagram)

Sarah Sheeva, filha de Pepeu Gomes e Baby do Brasil, ex-SNZ e atual pastora e idealizadora do Clube das Princesas, falou o que pensa sobre o feminismo.

Em um bate-papo com Daniela Albuquerque, Sarah Sheeva disparou:

Hoje não é mais como lá atrás. Hoje [o feminismo] está tentando conseguir uma vida igual em áreas que não somos iguais aos homens. Nós temos uma carga de desgaste como mulheres muito grande, então, meu desejo é ensinar a elas o seguinte: direitos iguais em tudo não é legal. Eu, particularmente, não quero direitos iguais, quero o direito de ficar em casa, trabalhando menos

A pastora continua: “Queria que os homens trabalhassem mais, mas vai ver como os homens estão: encostados, preguiçosos”.

Por falar em relacionamentos, Sarah Sheeva já revelou que está há 10 anos sem sexo. E isso inclui até mesmo ficar sem dar beijo na boca, segundo ela: “No meu caso, que venho do mundo, não nasci na Igreja, não sou uma mocinha virgem que nunca experimentou nada, eu tenho memórias. Se eu beijar na boca, é igual ferro: liga em cima e esquenta onde? (risos)”