Senado convida Anitta, Valesca e outros para debater lei sobre funk

Por Gustavo Morais

Como te contamos aqui, no começo do ano, o empresário paulista Marcelo Alonso publicou no site do Senado uma ideia legislativa com o objetivo de criminalizar o funk. Intitulada Criminalização do funk como crime de saúde pública a criança aos adolescentes e a família, a sugestão de Alonso afirma que  os funkeiros representam perigo para a sociedade e para as famílias.

Valesca e Anitta são duas boas advogadas para o funk (Imagem: Instagram)

Depois de conseguir 20 mil assinaturas, a ideia foi encaminhada para a relatoria que pode dar andamento à lei ou não.

Em resposta à proposta de Alonso, o senador Romário Faria (PSB – RJ) vai realizar uma audiência na casa e convidou alguns artistas de funk para debater a ideia de lei. Em seu elenco estelar de funkeiros, Romário conta com Anitta,  Mc MarcinhoCidinho e DocaMc Koringa, Mc Bob Rum, BuchechaValesca Tati Quebra Barraco

“Eu, como um carioca nato e um eterno funkeiro, sou totalmente contra essa proposta. Além de ser inconstitucional, por atentar contra a liberdade de expressão, o funk tira pessoas do desemprego, gera renda e movimenta a economia”, afirmou o político em post no Facebook. Ainda no Face, o senador publicou um vídeo no qual justifica o voto contra a ideia legislativa para criminalizar o funk.

Além de craques do funk, o senador também convocou os antropólogos Hermano Vianna e Mylene Mizrahi e a produtora de eventos Carol Sampaio. O autor da sugestão também será convidado.

A data da audiência, no entanto, ainda é desconhecida. Por isso, amigo leitor, recomendamos que aguarde cenas dos próximos capítulos.