busca

Boate Azul / Sublime Renúncia / Meu Primeiro Amor (Pot Pourri)

Bruno e Marrone

Tom: C
[Intro] Fm  Bb  Gm  Cm
        Fm  G  Cm

            Fm                Bb
E|----------------------------------|
B|----------------------------------|
G|-10-12-13-12-13-12-13-------------|
D|----------------------13-12h13p12-|
A|----------------------------------|
E|----------------------------------|
           Eb                Ab
E|---------------------------------|
B|---------------------------------|
G|-8-10-12-10-12-10-12-------------|
D|---------------------12-10h12p10-|
A|---------------------------------|
E|---------------------------------|
          Fm              G Cm
E|---------------------------------|
B|---------------------------------|
G|-7-8-10-8-10-8-10--------------7-|
D|------------------10-9h10p9-10---|
A|---------------------------------|
E|---------------------------------|

E|--------------------|
B|------------8---13~-|
G|-------8------8-----|
D|-10------10---------|
A|----10--------------|
E|--------------------|

Cm
Doente de amor
                            Bb
Procurei remédio na vida noturna
               Ab
Com a flor da noite
                           G
Em uma boate aqui na zona sul

           Fm
A dor do amor é com outro amor
             Cm
Que a gente cura
             G
Vim curar a dor desse mal de amor
           Cm C7
Na boate azul
            Fm
E quando a noite vai se agonizando
                 Cm
No clarão da aurora
         G
Os integrantes da vida noturna
             Cm C7
Se foram dormir
                 Fm
E a dama da noite que estava comigo
              Cm
Também foi embora
                    Ab
Fecharam-se as portas
            G
Sozinho de novo
             C
Tive que sair

                 G
Sair de que jeito
              F                C
Se nem sei o rumo para onde vou
                                 G
Muito vagamente me lembro que estou
         F                 C
Em uma boate aqui na zona sul
              G
Eu bebi demais
          F                    C
E não consigo me lembrar se quer
                            G
Qual era o nome daquela mulher
           F             G     Cm
A flor da noite na boate azul

[Solo] A  D  F#m  Bm
       A  D  A  D

            Bm               F#m         Em
 Hoje meus dias são de tristeza e solidão
               A7           G               D
 Trago em minh´alma uma profunda conformação
        Bm              F#m      Em
 Renunciei meu grande amor um dia
             A7               G            D
 Nos braços dela em que tão triste eu dizia
              F#                            Bm
 Beijando os lábios do meu amor com frenesi
                   Em             A7        D F#
 Não chores por favor, porque preciso partir
Bm                      A                G
 Este foi o meu último beijo satisfiz o meu desejo
                   F#
 O pior foi te perder
Bm                  A                      G
 Resignemos, ó, querida, não lamentemos a vida
 A           G          D
 Nosso destino é sofrer

[Solo] D  A  Bm  E  A

 Am                                                   E
 Saudade palavra triste quando se perde um grande amor
                                                   Am
 Na estrada longa da vida eu vou chorando a minha dor
                                                    E
 Igual a uma borboleta vagando triste por sobre a flor
      F                                                  E
 Teu nome sempre em meus lábios irei chamando por onde for
  Am                                      A7             Dm
 Você nem se quer se lembra de ouvir a voz deste sofredor
                         Am                   E            A
 Que implora por teus carinhos só um pouquinho do seu amor
 A
 Meu primeiro amor
                                              E
 Tão cedo acabou só a dor deixou nesse peito meu
 Bm
 Meu primeiro amor,
                E               E7            A
 Foi como uma flor que desabrochou e logo morreu
 A
 Nessa solidão
                               A7                    D
 Sem ter alegria o que me alivia são meus tristes "ais"
                   Dm               A  F#m7
 São prantos de dor, que dos olhos caem
               Bm                  E7       A         Dm A
 E porque bem sei, quem eu tanto amei Não verei jamais

Clipes