Massacre Of The Saxons

Christopher Lee

Será que um homem tem que lutar toda a sua vida?
Apenas na morte para tomar o voo para o céu
Belicistas vieram para tomar o meu trono
Nenhum respeito é mostrado


Para o Papa, ou Príncipe, nem o homem, nem animal
E roubar os nossos animais para a festa
Nenhuma mente príncipe terrestre tomará
Para idolatria escandalosa tão falsa


Ataques nas fronteiras
Eles vieram em suas hordas
Saqueando aldeias
Tomando os espólios


Sem nada a perder
E possuindo pouco
Ousados
Rudes
Destemidos e cruéis!


Desafiaram o batismo sob pena de morte
Medidas difíceis exigem que eu seja cruel
Para dar um exemplo aos rebeldes
Draconiano para o seu culto de demônios


Quantas vezes eu tive que me aventurar
Para o extremo deserto do norte?
Para subjugar aqueles cujo ódio era grande
Contra as igrejas e sacerdotes do nosso estado cristão


Quatro mil homens todos mortos em um dia
Eles não renunciaram seus costumes pagãos
Trinta anos de campanha consumida
Para subjugar essas pagãos às leis cristãs


O veredito sangrento de Verden
Rios correram vermelho
Com o sangue de quatro mil homens
Que eu decapitei


Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei-lo em Verden


Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei o sangue de 4.000 saxões
Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei o sangue dos saxões


Meu reino será levado enquanto eu trabalho?
Expulsar outros do solo franco
E eu volto e descubro que tudo foi perdido
Ainda meus companheiros que confio, a espada e a cruz


Aqueles boa gente franca
Que labutam fora terras com bois e yoke
Enquanto os vulgares mouros
Ousam até olhar para eles


Convertendo tribos inteiras pela espada
Em nome de Jesus Cristo, nosso senhor
Nesse dia, em Verden
Não houve piedade
Vitória ao povo escolhido


Cansado crescer I desta tarefa que caiu
Sobre os ombros de um homem que anseia para gastar
Mas uma hora com esposa e filho
Para olhar no rosto inocente e leve


Quatro mil homens todos mortos em um dia
Eles não renunciaram seus costumes pagãos
Trinta anos de campanha consumida
Para subjugar essas pagãos às leis cristãs


Para construir um mundo melhor do que nunca
Um império de grandes feitos e grandes reis


Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei-lo em Verden


Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei o sangue de 4.000 saxões
Eu derramei o sangue dos saxões
Eu derramei o sangue dos saxões

Composição: Colaboração e revisão: Marcus BelmontDavi CavalcanteluckybasterdpaxecoMarcus Belmonte mais 1

Cifra Club Academy

O ensino de música que cabe no seu tempo e no seu bolso!

Quero conhecer os cursos
Cifra Club Pro

Entre para o
Cifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • Chega de anúncios

  • Mais recursos no app do afinador

  • Desconto em nossos produtos

  • Entre outras vantagens...