busca

Vida de Pescador

Daniel

Tom: E
Intro: E  A B7 E 
 
E                                                      B7 
Vou fazer o meu ranchinho na beira do rio só pra mim pescar 
                                                   E 
Pra fugir do baruião da cidade grande pra não estressar 
                               E7                 A 
Lá eu fico amoitado jogo o farelinho pra cevar o poço 
                    B7                          E 
Até esqueço que no banco eu to apertado até o pescoço 
 
 
E           A        B7        E  
Ah como é difícil a vida do pescador 
C#m                     F#m       B7        E 
De noite ele enrosca o anzol na gaiada da taboca 
A                     E     B7              E 
De dia ele queima no sol, dando banho na minhoca 
 
 
E                                                      B7 
Levanto de madrugada, pego a minha enxada e começo a cavar 
                                                            E 
Mas é pra arrancar minhoca pra pescar uns bagre pra nóis almoçar 
                                       E7                 A 
Depois ranco umas mandiocas e jogo na água que é pra estragar 
                    B7                             E 
Pra cervar peixe graúdo eu faço de tudo pra não trabaiá 
 
 
E           A        B7        E  
Ah como é difícil a vida do pescador 
C#m                     F#m       B7        E 
De noite ele enrosca o anzol na gaiada da taboca 
A                     E     B7              E 
De dia ele queima no sol, dando banho na minhoca 
 
 
E                                          B7 
Vou chamar o Anisião um caboclo bão pra tarrafiar 
                                                   E 
Ele dá uma tarrafiada que precisa quatro pra poder puxar 
                                E7                 A 
Um dia desses lá no corgo ele apinchou a sua tarrafinha 
                           B7                    E 
Pegou cinco giripoca, uma onça parda e dezoito galinha 
 
 
 
   
E           A        B7        E  
Ah como é difícil a vida do pescador 
C#m                     F#m       B7        E 
De noite ele enrosca o anzol na gaiada da taboca 
A                     E     B7              E 
De dia ele queima no sol, dando banho na minhoca 
 
 
E                                                        B7 
Tudo aqui no meu ranchinho é bem simplezinho vou falar procês 
                                                       E 
É um farturão danado, nóis pega dourado e solta outra vez 
                                E7                 A 
A peixei uma miúda mas tem uma vara que é pra comparar 
                                           B7               E 
Se não der um metro e meio nóis sorta o bichinho que é pra miorá 
 
 
E           A        B7        E  
Ah como é difícil a vida do pescador 
C#m                     F#m       B7        E 
De noite ele enrosca o anzol na gaiada da taboca 
A                     E     B7              E 
De dia ele queima no sol, dando banho na minhoca 
 
 
E                                                        B7 
Quando vai escurecendo nóis volta pro rancho, é hora de jantar 
                                                           E 
Um arroz com cambuquira, um franguinho caipira que é pra variar 
                                        E7                A 
Depois nós ferra no truco, joga umas partida que é pra relaxar 
                                           B7               E 
Aí nóis vai dormir tranqüilo pra no outro dia nóis voltar pescar! 
 
 
E           A        B7        E  
Ah como é difícil a vida do pescador 
C#m                     F#m       B7        E 
De noite ele enrosca o anzol na gaiada da taboca 
A                     E     B7              E 
De dia ele queima no sol, dando banho na minhoca

Clipes

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios