Sessão 01 - Cofre (part. Kayuá)

Delacruz

[Kayuá]
Lágrimas, saudade
Lágrimas, um mar de saudade
Lágrimas, um mar de saudade
Só buscamos culpados e não perdão
E eu perdi a mais linda flor
Sim, senti meu mundo desabou
Meu amor, explicações não amenizam a
 dor
Se levar a sério tudo que eu falo no
 momento da ira
Nossa certeza vira possibilidade
O fato é que eu vou morrer de 
saudade
Se tu disser que não tá na cara que 
é mentira
Se a culpa foi minha, eu me retrato
Por nossos sorrisos vivos não só em 
retrato
Me ajuda a juntar nossos cacos
Firmar nossos laços
Restos dos motivos encontra no meu 
abraço
Pensei num jazz baixinho e um vinho 
a luz de velas
Faz o que der na telha
O sobrenome dela, quero tê-la
Ver não só por tela Coração é cofre Por mais que ninguém note Por trás do sorriso sofre, sofre, sofre Coração é cofre Por mais que ninguém note Por trás do sorriso sofre, sofre, sofre [Delacruz] Lembranças de um passado recente Eu sentia, eu sabia Que devia andar pra frente Lembrar até o final é genial, sim Só seja convincente Todo dia durmo numa cama diferente Todo dia eu brigo comigo mesmo pra defender a gente A mente se nega, o corpo deseja Aí tu se entrega tipo de bandeja Viagem, via geladeira vazia Estável, inconsciente Viagem, via a gente transando a luz do dia Estado inconsequente Nossa, que cena Penas, um sentimento natural, nossa Meu Deus do céu, que cena Eu nunca mais voltei ao normal Lágrimas de novo, tinha que acabar Dois pedindo socorro e eu tinha que parar E apesar das vibrações Só queria um tempo pra pensar Coração é cofre Por mais que ninguém note Por trás do sorriso sofre, sofre, sofre Coração é cofre Por mais que ninguém note Por trás do sorriso sofre, sofre, sofre Coração
Composição: Delacruz / KayuáColaboração e revisão: MissMachado

Utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.