Avô

Djavan

A7
12
X02020
A7(#5)
12
X0X021
Am
123
X02210
Am7
12
X02010
Bm
234
X24432
Bm7
34
X24232
C
123
X32010
C/G
1234
332X1X
C4/G
234
335563
C7(9)
1234
X3233X
D(b5)
234
X56775
D4
123
XX0233
D7
123
XX0212
Dm
123
XX0231
E7(9)
1234
XX2132
Em7(b5)
1234
XX2333
F6
123
1X021X
G
123
320003
G#º
1234
4X343X
G(b5)
234
355633
Gm/Bb
1234
6553XX
Gm7
1234
3X333X
Tom: G
Intro.:  G / / G(b5) / / C/G / / C4/G / / C/G / /
         G / / G(b5) / / C/G / / C4/G / / C/G / /


G         G(b5)          C/G        C4/G  C/G
E se eu parar   de tomar pra sempre sun---dae
G                G(b5)                 C/G / / C4/G / / C/G
E não amar Levi-Strauss em seu enleio
C             Bm         Am       Bm
Se eu achar démodé, quem    serei?
G          G(b5)           C/G     C4/G   C/G
E se tiver tudo  chato e o céu for feio
G            G(b5)         C/G      C4/G    C/G
E eu decidir que   Chopin, não solfejarei
C           Bm    Am          Bm     C         Bm     Gm/Bb
Se eu fizer um ar blazé, quem serei?    Quando eu for saberei
Dm   D4  D(b5) D4             Em7(b5)         A7(#5)
Como eu  era   um homem longe do      que sou
Dm  D4  D(b5) D4       Em7(b5)          A7(#5)
Preocupado    em me mostrar    capaz...

Dm             D(b5)            Em7(b5)       A7(#5) A7
Nem que eu queira,   hoje posso ser     tal rapaz
Gm7                         Dm  D4  D(b5) D4
Não sou mais, não sou mais, não sou mais
Gm7                         Dm  D4  D(b5) D4
Não sou mais, não sou mais, não sou mais, enfim
Gm7                         Dm  D4   D(b5)   D4
Não sou mais, não sou mais, nem mes--mo    o que serei, sou
Gm7
Não sou mais, não sou mais


G / / G(b5) / / C/G / / C4/G / / C/G / /
G / / G(b5) / / C/G / / C4/G / / C/G / /


G           G(b5)        C/G       C4/G  C/G
E no balaio da    construção de um ho----mem
G            G(b5)         C/G     C4/G    C/G
Revejo os moldes   e as massas que eu   já usei
C            Bm  Am        Bm     C       Bm           Gm/Bb
Pois viver é reviver, hoje eu sei,   quem eu for, já encontrei
     Bm7          E7(9)      Bm7     E7(9)
E de quebra a experiência me ensinou:
Am7                D7    Am7                D7     Am7
É   preciso juventude,     para que eu me torne avô,
            D7
É preciso juventude

F6           G#º               Gm7       C7(9)
Quem me dera tê-la intacta a cada  era  como   uma flor
F6                        G#º             Gm7           C7(9)
Que algum dia, alguém espera em outra porta que o futuro  preparou
F6           G#º               Gm7      C7(9)
Quem me dera tê-la intacta a cada  era como   uma flor
F6                 G#º         Gm7 C7(9)
Que algum dia, alguém espera
Composição: Djavan / Flávia VianaColaboração e revisão: Carlexson Sena