Velhos Amigos

Emicida

Eu gostaria de dedicar essa canção para algumas pessoas especiais Tipo: Fioti, Marcelo, Txaman, Pedrinho, Tujaviu, Shigueo, Caio Valmir, Pingo, Carolina, Rasta, Mundiko, Kamau, Nyack Casp, Nave, Dario, Japão, Damian Meus amigos, são antigos como meus ideais Como os vinil que guardei, crendo que eles vale mais Pois swatch não tem valor, tem preço Valor quem tem é quem tá comigo desde o começo Copo na mesa, risada, molda atmosfera Conversas são louvores a quem é parceiro a vera Só que, tá sumidão tempo aqui num sobra não Levo o dia dos irmão, essa de bater cartão Mas é isso, tem que ver a responsa todo o dia Fazer o caminho, atrás dos dia de alegria Retornar como o sol, sempre acontece Se eu vejo um mano yo! Aí quem é vivo sempre aparece Então chega, pede uma breja Puxa a cadeira porque assunto nós têm pra tarde inteira Amizade verdadeira a gente sente Eu posso ficar 3 vida sem trombar que nós é amigo pra sempre Hoje por vocês eu vim
Meus amigos são tudo pra mim Tamo junto até o fim Meus amigos são tudo pra mim Tá no coração neguim Meus amigos são tudo pra mim Irmão é irmão nós é assim Meus amigos são tudo pra mim Fala se fulano casou, ciclano morreu Beltrano mudou, desapareceu Um virou pastor, o outro se perdeu E vários largadão vivendo a vida que nem eu Na de fazer um din Sem atrasar ninguém Sei que é melhor pra mim Trilhar o passo do bem com fé E no sapatim, pois coragem nós tem Os gorós chegando ao fim, e vários assunto vem Ocasiões assim me deixam risonho Lembram que a gente é feito das mesmas coisas que são feitas os sonhos Medonhos dias vem e vão, em vão, pois não vão Enfraquecer o elo entre eu e meus irmãos Olhar sincero, tamo junto de coração E sempre que eu trombo, tio, é mó satisfação Botar o assunto em dia, matar a saudade Tem nada a ver com sangue, família é afinidade A vida é simples Como um refrão de samba de mesa livre Feito com sentimento, rico em pureza As foto vão amarela, desfaze e sumi Mas as lembrança dos nossos rolê tão aqui No peito, eu penso no que nós perdeu também Mas penso e dou valor a tudo que nós ainda tem Segunda feira, em volta da fogueira, sorrindo Parece que só eu vejo, a função tá diminuindo Nosso futuro não dá pra decifrar É incerto, eu fico tentando adivinhar Quem vai tá aqui na próxima semana Gargalhando pra sufocar as agonias suburbanas Dizê que vai melhorar pras criança É o choque do desfibrilador na esperança Viver é sentir saudades das épocas de alegria Lutar pra manter próximo quem fez brotar esses dias
Composição: Colaboração e revisão: Rafael Ramalhorenata b