Cananéia, Iguape e Ilha Comprida

Emicida

Bb7
34
X13131
Bb7#5
1234
X1X132
Cm7
34
X35343
Eb7M
1234
XX1333
Fm7
1234
1X111X
Tom: G
Eb7M
Do fundo do meu coração
                 Cm7
Do mais profundo canto em meu 
interior, ô
    Fm7
Pro mundo em decomposição
             Bb7                 
Escrevo como quem manda cartas de 
    Bb7#5
amor

Eb7M
Crianças, risos e janelas
Cm7
Namoradeiras, tranças, chitas 
amarelas

               Fm7               
O vermelho das telhas, o luzir da 
                  Bb7
centelha te faz sentir como dentro
        Bb7#5
de uma tela

  Eb7M
A esperança pinta em aquarela
             Cm7
Chiadeira de rádio, TVs e novelas
              Fm7
O passeio das abelhas, o concordar 
das ovelhas nas orelhas
    Bb7                     Bb7#5
E a vida concorda de tabela

          Eb7M
No paralelepípedo, trabalhador 
intrépido
                Cm7
O motor está no ímpeto onde começa 
tudo
                 Fm7
O vento acalma o rápido, pra todo 
som eclético
                Bb7                
Vitrolas cantam clássicos num belo 
       Bb7#5
absurdo
           Eb7M
Metrópoles sufocam, são necrópoles 
que não se tocam
Cm7 Então se chocam com o sonho de alguém Fm7 São assassinas de domingo a pausar tudo que é lindo Bb7 Todos que sentem isso são meus Bb7#5 amigos, também (Essa aqui vem) Eb7M Do fundo do meu coração Cm7 Do mais profundo canto em meu interior, ô Fm7 Pro mundo em decomposição Bb7 Escrevo como quem manda cartas de Bb7#5 amor Eb7M Do fundo do meu coração (Essa aqui vem do meu coração) Cm7 Do mais profundo canto em meu interior, ô Fm7 Pro mundo em decomposição (Essa também é uma forma de oração) Bb7 Escrevo como quem manda cartas de Bb7#5 amor Eb7M Estrela, Lua e vaga-lume Cm7 Siriris brincando de cardume Fm7 Fogueira traz histórias a reviver as memórias Bb7 Noêmia de Souza chamava de lume Bb7#5 Eb7M A noite brinda com negrume Cm7 A brisa em tuas flores espalha o perfume Fm7 Sem escapatória da cigarra em oratória Bb7 Tão íntima da música que dá Bb7#5 ciúme Eb7M No paralelepípedo, trabalhador intrépido Cm7 O motor está no ímpeto onde começa tudo Fm7 O vento acalma o rápido, pra todo som eclético Bb7 Vitrolas cantam clássicos num belo Bb7#5 absurdo Eb7M Metrópoles sufocam, são necrópoles que não se tocam Cm7 Então se chocam com o sonho de alguém Fm7 São assassinas de domingo a pausar tudo que é lindo Bb7 Todos que sentem isso são meus Bb7#5 amigos, também Eb7M Do fundo do meu coração Cm7 Do mais profundo canto em meu interior, ô Fm7 Pro mundo em decomposição Bb7 Escrevo como quem manda cartas de Bb7#5 amor
Composição: Emicida / NAVE BeatzColaboração e revisão: fj_ pnhrThaís Alencar