Sem Mão Na Cara

Flora Matos

Sei muito bem quem são ... Correm em outra direção Vão ter que ter a pureza pra interpretar meu som Se sou preta ou naum Entenda a minha visão ... Dos branco eu herdei a cor Dos pretos eu herdei esse Dom Pode ficar puto,ignora quem não dá nada, Você e seu mundinho que ostenta, nunca fez falta Passe a respeitar, me supere, nem to tão fraca Faça melhor que eu, quebra tudo depois cê fala Seu problema comigo, é que eu nunca te dei mole Só pode ser isso, pra tu atrapalhar meu corre Meu papo é um só, comigo você não pode Eu que não vou te querer nem que um dia eu engorde Homem metido,invejoso,problemático,ciumento Fica tranquilo que eu quero é mostrar o meu talento Será que eu posso entrar? De qualquer jeito eu entro Tu não entende o que eu sou, porque não tem disernimento E não ia com isso,com isso eu me sustento Humildemente pra fazer o que eu faço, eu me concentro Fraco de espírito, vive nas costas dos seeus amigos Porque conspira tanto, que desmerece quando eu rimo Sei muito bem quem são ... Correm em outra direção Vão ter que ter a pureza pra interpretar meu som
Se sou preta ou naum Entenda a minha visão ... Dos branco eu herdei a cor Dos pretos eu herdei esse Dom Vai aprender a rimar, se tu quiser eu te ensino Sem ironia nenhuma, rap porradão e fino Eu sei ... Conheço pouco, mais pra mim tu é garoto Pelo o que eu vi, mulher pra tu só interessa um pouco Eu? Nunca fui um pra você, porque te acho um bobo Se tu não ficar esperto , eu vou caprichar no teu cú Meu papo contigo é rap, se quiser .. só se for Gosto de rap antes do que qualquer amador Você que morre de medo quando escuta meu flow Você é tão fraco assim, que cê se atrasou Não impate a minha vida,quando as portas tão se abrindo Você não aceita quando vê que eu to evoluindo Então, vá produzir, que eu tô produzindo Dá licença, que eu ouço esse rap sendo ouvido Se você quiser bom rap, escuta esse que é lindo Se ele não tiver gostando ... Sei muito bem quem são ... Correm em outra direção Vão ter que ter a pureza pra interpretar meu som Se sou preta ou naum Entenda a minha visão ... Dos branco eu herdei a cor Dos pretos eu herdei esse Dom Eu precisei convocar o garanhão na minha rima Pedi pra ele rimar, e geral viu que ele nem rima Mais um no lixo que ainda fala mal das mina Mostrei pra ele que eu com otário, não combina Ele é neném, fraquinho, ficou pequeno Quando repara nem sabe o que que tá acontecendo Agora ele aceita na dele desenvolvendo Aproveitou meu exemplo,tá concentrado aprendendo Porque eu gosto de quem faz Quem não faz fica pra tráz Tu acha que ninguém vê, só que geral tá sagaz Ocupado, preocupado, ouvindo pedindo mais .. O que ? Meu rap pedindo paz .. Eu falo dos nacionais, vários que vem sendo tais Os que não saõ, aqui são Nova escória, nunca rivais Eu falo dos nacionais, vários que vem sendo tais Os que não são, aqui são ! Sei muito bem quem são ... Correm em outra direção Vão ter que ter a pureza pra interpretar meu som Se sou preta ou naum Entenda a minha visão ... Dos branco eu herdei a cor Dos pretos eu herdei esse Dom
Composição: Catra / Chayco / Don L / Flora Matos / Juju Ramos / Kapella / Karol De Souza / MC Coé / SPVIC / Stero Dubs / ValeteColaboração e revisão: luana oliveira

Utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.