A Pior Música do Ano

Froid

F#4/G#
1234
4X432X
F#m
34
244222
Tom: G
[Intro]


E|--------------------------------
B|--2-----------------------------
G|----------2-------4--------1----
D|------4-------4-------4---------
A|--------------------------------
E|--------------------------------

E|----------------------------------
B|--------------------2-------------
G|---------------------------2------
D|-----------------------4-------4--
A|----------------------------------
E|----------------------------------

E|----------| 
B|----------| 
G|--4-------| 
D|------4---| 
A|----------| 
E|----------| 


             F#m
Músicas são cartas psicografadas
               F#4/G#
Humanas são perguntas, todas as 
exatas são respostas
            F#m
Nada lhe protege as costas, muito 
menos facas
                F#4/G#
Nunca te negaram água

Sempre ofereceram drogas

                   F#m
Quando eu falei da prata

Eu quis falar pro um idiota
                     F#4/G#
Das coisas que o Rap  paga

E que a vovó Mafalda compra
                   F#m
Toda vez que você chora

Rap é só pra quem aguenta
                   F#4/G#
Você só quer se divertir

Então pega sua mesada e compra uma 
bola

        F#m
Tem uma pá que sai do gueto vem ver 
onde eu to morando
    F#4/G#
De manha uma tia preta passeia com 
um bebê branco
           F#m
Da onde eu vim a tia veio e só ela 
me da bom dia
          F#4/G#
Aqui no prédio eu sou o único de dia

À noite tem o porteiro

F#m
Sou artista e a Bohemia

Me faz acordar meio dia
   F#4/G#
    Play   em Martinho da Vila

Disritmia
           F#m
Só uma analogia à uma letra que se 
cria
              F#4/G#
e é menos importante que a 
caligrafia

                  F#m
Sarcasmo é minha doença e minha arma
 contra a tirania
               F#4/G#
Chama os tiras, toda essa ira agora 
é poesia
              F#m
Lembra que eu dizia

Antes de tudo o que eu seria

Você ria
          F#4/G#
Isso não   é   pra homens fracos, eu
 não indicaria

F#m
Alguns de nós achados e alguns de 
nós perdidos
    F#4/G#
E a chave do mistério

São enigmas em livros F#m Alguns de nós achados, alguns de nós vendidos F#4/G# E a chave do mistério São metáforas em livros F#m É desleal a competição Eu sou o Brown, você o Benny F#4/G# Seu Rap é a arroz com feijão O meu lasanha com penne F#m Mas já passei da fase de querer provar o tamanho do meu pênis F#4/G# Pimentinha na favela num é Denis, então seje menes F#m Respeita o pai Que o inimigo cai F#4/G# E o inimigo gosta de dar rai Eu sou Dalai Lama F#m Fica com a fama Eu quero grana F#4/G# Mas num é por xana Quero dinheiro Entrar pra história E quero grana F#m Em Guns n' Roses Prefiro as armas às rosas F#4/G# Linda, o fraco goza e não sabe como tu gozas F#m É muito hit F#4/G# Pouco filme pique Hitchcock Se eu sou Zagallo Corte sua orelha Como Van Gogh F#m Seja Basquiat E não DiCaprio F#4/G# Aprenda a ler, lendo Bell Hooks Não lendo cardápio F#m Trafique drogas Roube bancos Não seja um larápio F#4/G# E eu quis dizer Da Vinci Europeus são iguais a Leonardo DiCaprio F#m Eu encontrei hoje a resposta para barbárie F#4/G# Garotos de Hotwheels Só garotas brincam de Barbie F#m Os garoto quer ser ladrão Cresce e vira polícia F#4/G# Nem mudou a profissão Só o que pedem que ocê vista F#m E eu demorei anos Pra escrever isso aqui F#4/G# Mas foi tudo num dia Que eu escrevi isso aqui F#m E eu demorei anos pra entender isso aqui F#4/G# Mas se o Froid rimar primeiro Você não vai ouvir isso aqui F#m Eles tentaram me matar e não foi só uma vez F#4/G# Vocês tentaram me apagar, e eu apaguei vocês F#m Quiseram me cansar e eu me cansei d'ocês F#4/G# Não ganharam uma de mim, freguês, cês são freguês F#m Meu povo sofre e que o estado caia F#4/G# Em uma piscina de sangue, quem foge da raia? F#m Meu povo sangra que o estado caia F#4/G# O tsunami vem aí vamos morrer na praia F#m Alguns de nós matados Alguns de nós morridos F#4/G# Policiais safados Assassinam meus amigos F#m Alguns de nós chapados Alguns de nós perdidos F#4/G# Muitos de nós calados Os que falam soam bandidos
Composição: Djonga / FroidColaboração e revisão: Ulysses Verza

Utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.