Auto Retrato

Froid

Meia-volta volver
Disse um homem de revólver
Eu não sou de aço nem de gesso
Nem conheço o Robben
Cresço e apareço e
Escuto do além
Lavem bem a boca
Que é daí que a merda vem

Eu boto fé mano ó
Eu boto pilha
Bora tequila?
Ficar tão alto quanto Godzilla
Nego eu tô roots cara
Sou good fella
Então putz grila
Cê curte encarar?
Mas num me rela O universo ainda é menor Do que o futuro Não sou inseguro E quando sou fui puro Eu me asseguro Não vou correr no meio do escuro Eu tenho medo Mas sou mais curiosidade que orgulho Da raça igual a seleção de Gana Tô só o bagaço Fiz um golaço E do meu coração entranha Sem código cheater ou manha E estranho como Hitler Então vê se não me estranha Eu durmo mal acompanhado Sozinho é foda Eu tenho medo Eu não durmo cedo Eu gosto de prosa Droga é dinheiro Dinheiro é troca É o jogo financeiro E o jogo é pra quem se joga Meia-volta volver Disse um homem de revólver Eu não sou de aço nem de gesso Nem conheço o Robben Cresço e apareço e Escuto do além Lavem bem a boca Que é daí que a merda vem
Composição: Caio / Chris / Cynthia Luz / Derek / Froid / John / Menestrel / Santzu / Zeca BaleiroColaboração e revisão: jups castro

Utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.