Black Mirror (part. Menestrel)

Froid

[Menestrel]
Ahn, ahn

Como um mero peão, mais um defunto 
da noite
Não era pra tanto, não provei do 
fruto
Sou anjo caído que lembra das cores 
do céu de domingo
Quando eu via pastores pregando o 
que eles não vivem
Pregado na testa do prego que ele 
também tava foda-se
Somos a rebelião, o século sucumbirá
A lixo eletrônico, caô na tela que 
lotará o próximo bar
Tô bem pra caralho, não queria ter 
que precisar de um vestibular
Vivemos acima da média fazendo o que
 amamos
Mas enquanto há ainda que se graduar

Vivendo tipo Black Mirror
Vivendo tipo Black Mirror

Vivendo tipo Black Mirror
E o Dfroi type black sheeps
Pra essa merda desabar, só basta um 
clique
Não peça que eu fique, não
Não peça que eu fique, não
Não peça que eu fique, não
Não peça que eu fique, ei

Vivendo tipo Black Mirror (paque 
tudum)
E o Dfroi type black sheeps
Pra essa merda desabar, só basta um clique Não peça que eu fique, não Somos muito grandes pra isso aqui Vivendo tipo Black Mirror Vivendo tipo Black Mirror [Froid] Black, black, black sheep ball Double black, mano, Jagger mestre Igual Natasha, ela fugiu de casa Tatuou o pescoço, mano, agora é vack Energético e um backstage Gatorade pra drenar os rins MC, faço dever de casa Se não me odeia, eu vou te dar um motivo O meu pai colecionava 38 Eu costumava pôr os dois na cinta Sempre imaginando um bangue doido Tipo entrar no banco e pôr os dois pra cima Igual no rap, tio, é mão pra cima 55 é a TV da Cynthia Nunca tive, agora quero o dobro Um cordão mais grosso, ficar sem camisa 35, série, barra fixa Real rap, rima, minha vida Viva a vida pra viver o rap Eu virei o rap, eu matei minha vida O ferro berra, bound bound bound Igual no gat, down down down Os cara rima, até acerta um jab Quando o Froid rima, nego, é knock down Preto chique, mano, tipo Nex Black sheep lixo, tipo Mac Realismo nada fictício Deve ser por isso que ele não consegue Em São Paulo geral me conhece No RJ começou a febre Voltei pra Brasília onde as pessoa é fria E tinha uma menina me chamando baby Vivendo tipo Black Mirror E o Dfroi type black sheeps Pra essa merda desabar, só basta um clique Não peça que eu fique, não Não peça que eu fique, não Não peça que eu fique, não Não peça que eu fique, ei Vivendo tipo Black Mirror (paque tudum) E o Dfroi type black sheeps Pra essa merda desabar, só basta um clique Não peça que eu fique, não Somos muito grandes pra isso aqui (somos)
Composição: MenestrelColaboração e revisão: Madelene Martins

Utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.