Indea Moss (part. Sampa)

Froid

[Erykah Badu]
Every lesson learned

[Froid]
Vem do céu um anjo
Com a minha foto anexada bem no seu 
iPhone
Ele disse: Ahn, você é o número um
Vão ferir você pelo seu dom, seja 
forte
Queime a fama, queime a grana, 
queime outro blunt
Cérebro não queima, eu penso mais 
longe
Baby, where you from? Você vem de 
onde?
Eu te vi do céu, você vem de onde?
Finalmente eu te encontrei
Curto a pele dela, as curvas tipo a 
highway
Aquilo que é seu é seu, não vai ser 
de ninguém
Eu sei muito bem o que fazer com 
esse dinheiro
Gata, você vai aonde? Já dei duas 
aliança
Tá, eu sei que ela me ama, mas adora
 diamante
Baby, a grana tá na conta igual rolê
 de traficante
Eu pedi outro espumante, o bar virou
 um baile funk
Quando eu vou no restaurante, alguém
 explica pra atendente
Que o racismo é só um câncer, que 
você é descendente, yeah
Quem me pôs nessa corrente? Wow, nós
 banhamo essa corrente, yeah
A polícia mata a gente, com bandido 
ela não guenta
Se eu sou o que aparenta, y'all
Broto de viatura, no vale agora tá 
chei de furo
O fuzil por cima do muro cuspindo 
chumbo até preservar o bagulho
Ó, hipócritas nesse mundo não sabem que todo dinheiro é sujo Cara, crachá e morro, é greve geral se ninguém mais descer o morro Eu pego a estrada e voilá, a paz tá comigo e num bom lugar Ouvindo Shawlin das antiga e pá, deixando minha mina guiar o carro Eu atropelei um tamanduá, o cara cheirava muito a cigarro Passava o dia no celular e veio zoando meu baseado Indea Moss, oh, oh [Sampa] Cruzando o deserto há dois bilênios Montando contrato com os meus demônios Não preciso provar que eu sou gênio Meus versos valem mais do que esse prêmio Aqui onde eu sempre me sinto livre Esqueço os problemas de toda a crise Desculpa, eu odeio todo palpite Se for resolver, não vai ser no ringue Prefiro um skunk do que Whisky Se não tem planta, fuma haxixe Cagando pra toda essa caretice Eu falo o que quero, mano, eu sou livre Escrevi essa faixa na madrugada Chuva lá fora, eu embaixo d’água Toda bad trip então leve embora Não quero lembrar de problema agora Amor, já é quase novembro Faz as mala pro Caribe Passa no deserto do Chile Daqui sai enquanto dá tempo Meu coração era gelo Quanto fazia esse disco? Só em mim queria o preço Não precisa mais do que isso Acerta os pecado com Deus Lembra, o promotor é só um homem, ah Foda-se o que eles disseram Pera a verdade na fonte, oh Isso não é pra gente fraca Cuidado pra não se afogar Isso não é pra gente falsa Eu sinto que eu vou te machucar Lá fora continua a mesma coisa Sangue derramado, sempre o mesmo povo Só que na verdade isso dá todo mundo Como se eu fosse o culpado disso tudo Esquece aquele plano sobre o carro forte Fecho nesse rap tipo telescópio Papo do irmão que vendia Glock Vou comprar uma mansão sem trair os nossos [Froid] Indea Moss, oh, oh
Composição: Colaboração e revisão: Julia Gomes

Utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.