Meu Monstro

Kêita Beats

Tô me sentindo perdido como em uma neblina
Meu corpo segue vivo mais algo me domina
Sinto que até gosto desse mal que alucina
Existe um monstro em mim essa e a minha sina


E como se o corpo fosse uma casca
seca por dentro e repleto de ódio
Me sinto tão frio assim como o Alasca
sei como termina esse triste episódios
sei que no final disso tudo eu vou estar só de novo
Sei que "cê" vai me condenar quando me olhar torto
Não era para ser assim até que eu tentei evitar esse fim
Mais dia após dia na luta sem fim me fez dar espaço para o monstro em mim
Eu sei que o que me tornei
Foi o que eu evitei
Mais me sinto tão bem porque agora eu me encontrei


E o que estiver na minha frente eu vou mandar para o ar
Sei que incomodo só que hoje eu não vim te agradar
Se para você eu sou um monstro é só me evitar
Não me importa o que eu faça eu sempre vou estar só
Nesse mundo egoísta tudo vai virar pó
Tô riscando da tua lista isso eu já sei de cor
Morto vivo ainda em vida porque eu me sinto só
Eu me sinto tão só tão só


Tô me sentindo perdido como em uma neblina
Meu corpo segue vivo mais algo me domina
Sinto que até gosto desse mal que alucina
Existe um monstro em mim essa e a minha sina


Sina sei que essa e minha sina
Tô conformado a vida ensina
Já escolhi a estrada mais fina
E pode viciar mais que cocaína
Frio por fora mais por dentro o corpo tá quente
Você me julga só porque você não compreende
E tão difícil se olhar no espelho
e ver o olhar de medo primeiramente é o meu
Vivo uma história cuja o enredo é repleto de segredos
Oculta a vida do herói que hoje já não sou mais eu


Eu tô sozinho mais é melhor que seja assim
Eu não preciso de alguém que vê o pior em mim
De certa forma eu tô contente tô perto do fim
E o que sou hoje não reflete de onde eu vim
Deixei a vida seguir eu tô pagando pra ver
Existe um monstro aqui e eu não consigo conter
De certa forma escapar dele já nem sei se eu consigo
Porque eu me sinto só me sinto tão perdido


Tô me sentindo perdido como em uma neblina
Meu corpo segue vivo mais algo me domina
Sinto que até gosto desse mal que alucina
Existe um monstro em mim essa e a minha sina


Ergo a caneta pra escrever o destino
Daqueles que lá no fundo tem um monstro como eu
E seu olhar de justiça não me ironiza
Ironia e saber que eu sou um monstro com olhos de um deus
Meu passado corrompeu manipulei e cê perdeu
Não se mete na minha vida porque quem manda sou eu
Tudo tão perto do fim eu já sabia que seria assim
Escuridão dominando o meu corpo mostrando o pior lado que a em mim


E eu não me importo se essa é marca me fizer mudar
Vou dar um fim em todo o clã se isso no fim te salvar!
Da realeza eu não preciso eu posso me virar!
Prometo fazer o que for se o meu orgulho voltar!
Hoje o que habita em mim de certa forma é o que me rodeia
Garoto perdido um jinchuriki buscando a paz num caixão de areia
Olhar de revolta daquele que viu o que amava escapando das mãos
Revela o monstro que por muito tempo vivia vagando em minha escuridão


Tô me sentindo perdido como em uma neblina
Meu corpo seque vivo mais algo me domina
Sinto que até gosto desse mal que alucina
Existe um monstro em mim essa e a minha sina

Composição: Colaboração e revisão: Hyuna Giseli

Cifra Club Academy

O ensino de música que cabe no seu tempo e no seu bolso!

Quero conhecer os cursos
Cifra Club Pro

Entre para o
Cifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • Chega de anúncios

  • Mais recursos no app do afinador

  • Desconto em nossos produtos

  • Entre outras vantagens...