busca

Renato, o Gaúcho

Mamonas Assassinas

Tom: G
 G              D
Como todo bom gaúcho
                  G
Eu levanto de manhã
                      D
Dou um soco na minha mãe
                     G
E uma rasteira na irmã
                   D
Tomo chimarrão fervendo
                    G
Porque nunca sinto dor
                    D
Dei um chute no cachorro
                        G
Porque não o gostei da cor

 G                     C
Com meu grito eu estremeço
                     G
Desde a terra até o sol
                          D
Cai a noite e eu vou pra casa
C         D            G
  Pra vestir meu baby-dol

G       D
Ai, Garçom
                     G
Me sirva um veneno agora
                     D
Do que me vale essa vida
        C           G
Se meu homem foi embora
G       D
Ai, Garçom
                     G
Me sirva um veneno agora
                     D
Do que me vale essa vida
        C           G
Se meu homem foi embora

 G               D
Como todo nordestino
                    G
Eu sou mesmo cabra macho
                D
Sou parente do jumento
                 G
Da cintura para baixo

 G               D
Mato onça com a mão
                     G
Já nasci com aquilo roxo
                      D
Comparado à minha pessoa
                 G
Lampião era um frouxo

 G                   C
Sou perverso como a gota
                       G
Desgraça pouca eu nem ligo
                     D
Passo cerol no fi-ó-fó
C         D           G
  Só pra ferir meus amigos

G       D
Ai, Garçom
                     G
Me sirva um veneno agora
                     D
Do que me vale essa vida
        C           G
Se meu homem foi embora

G       D
Ai, Garçom
                     G
Me sirva um veneno agora
                     D
Do que me vale essa vida
        C           G
Se meu homem foi embora

 G              D
Já nasci com 20 anos
                   G
Com meu peito cabeludo
                     D
Mato qualquer um de rir
                      G
Dos meus discos do Menudo

 G                       D
Minha bombacha é cor-de-rosa
                 G
A botina sempre suja
                    D
Meu bafo é de framboesa
                      G
Meu esmalte não enferruja

 G                  C
Sou um cabra muito macho
                       G
Lhe derrubo só com um berro
                           D
Cai a noite e eu solto a franga
 C       D            G
Por que ninguém é de ferro

G       D
Ai, Garçom
                     G
Me sirva um veneno agora
                     D
Do que me vale essa vida
        C           G
Se meu homem foi embora

G       D
Ai, Garçom
                     G
Me sirva um veneno agora
                     D
Do que me vale essa vida
        C           G
Se meu homem foi embora

Bah! Como dói, tchê!

E é porque você não viu o resto ainda

Clipes