busca

Ninguém É de Ferro

Marília Mendonça

Tom: C
C
Hoje eu tenho certeza, se beber dou trabalho
G
  Vou pra cima da mesa
                          Am
Me segura que eu caio no chão
Tá doendo demais esse meu coração
Am
 É que a saudade hoje veio de galera
           F
Trouxe o cheiro e gosto da boca dela
       G
Tá facinho de eu fazer uma besteira
                          E
Tem um litro e um copo vazio e um celular dando bobeira (F, E)

Refrão:
                F
Ninguém é de ferro
                   G
Chorar não paga imposto e nem faz mal pra saúde
Am
  Tô no fundo do poço e bebo de guti guti
F                      G             Am
  Mas uma coisa é certa: se eu ligar dá merda

                F
Ninguém é de ferro
                   G
Chorar não paga imposto e nem faz mal pra saúde

Am
  Tô no fundo do poço e bebo de guti guti
F                   G                Am
 Mas uma coisa é certa: se eu ligar dá merda
                 F                        G             Am
Se eu ligar pra ela, estrago a minha vida ou a vida dela.

Bm
  É que a saudade hoje veio de galera
            G
Trouxe o cheiro e gosto da boca dele
        A
Tá facinho de eu fazer uma besteira
                         F                             (G, F)
Tem um litro e um copo vazio e um celular dando bobeira

Refrão:
              G
Ninguém é de ferro
                    A
Chorar não paga imposto e nem faz mal pra saúde
Bm
  Tô no fundo do poço, bebo de guti guti
G                      A                 Bm
 Mas uma coisa é certa: se eu ligar dá merda

              G
Ninguém é de ferro
                    A
Chorar não paga imposto e nem faz mal pra saúde
Bm
  Tô no fundo do poço, bebo de guti guti
G                      A                 Bm
 Mas uma coisa é certa: se eu ligar dá merda

                G                       A             Bm
Se eu ligar pra ele, estrago a minha vida ou a vida dele.
                    G
E se eu ligar pra ela?
                 A               Bm
Estraga a sua vida ou a vida dela.

Clipes