5x Favela

MV Bill

- AfroReggae -


Nasceu pobre, nasceu gente
Nessa guerrilha só mais um sobrevivente (Diz aí!)
Que tá no gueto, tá na pista
É vilão no asfalto mas no morro é artista


- Mv Bill -


Vem comigo! Ta na chuva é pra se molhar
Se ta no alto deixa voar
A lei da selva é cruel pra quem não sabe julgar
Traga luz que reluz o mundo ao meu redor
Pra comunidade ter uma passagem de ano melhor
O sonho que não morre, tá na vida ta no corre
Nível superior vai deixar a coroa feliz
Ter orgulho daquele moleque é o que sempre se quis
Por um triz, a vida pode ganhar nova direção
Tem que ficar esperto, que de perto até o certo é vilão
Como um concerto para violinos
Ter esperança no olhar de vários meninos,
De meninas, nas esquinas, personagens com alta freqüência em várias chacinas
Filme repetido! Morador tratado como bandido
É sem valor a vida! O remetente coloca o endereço do inocente na bala perdida


- AfroReggae - Refrão


Arroz com feijão, na mesa o café
O sonho de mudança que mantém de pé
Guerra de facção, marido e mulher
No gueto esperando só pra ver qual é


5 vezes, vezes 5
A pipa tá no alto pra enfeitar o céu


Vezes 5, 5 vezes
Missão de verme deixa o morro mais cruel


5 vezes, vezes 5
Se a pista tá no arrego o sossego não ta limpo


5 vezes, vezes 5
Quando a luz chegar irá deixar o gueto lindo


Fazer a escolha errada custa caro
Pode ser tarde pra tentar mudar
Respeito pelo outro é caso raro
Tem que ser livre pra deixar voar
No batuque dos tambores, celebrar as cores
E deixar mais bonito esse lugar
Felicidade vai chegar (chegar!)
Tirando a tristeza do olhar


- Mv Bill -


Vamos lá!
Nação carente, o convívio no miolo é chapa quente
Junto na corrente para que a luz se acenda
Entre o certo e o errado entre a fonte de renda
Sem merenda, vira lenda, ainda dá pra sonhar...
Mas se as portas não se abrem o monstro pode acordar
E decidir atravessar a ponte
O individuo tá sem renda em busca da fonte
Pra deixar de ser ferida social
Mais um número na estatística
Num mundo surreal...


- AfroReggae - Refrão


Arroz com feijão, na mesa o café
O sonho de mudança que mantém de pé
Guerra de facção, marido e mulher
No gueto esperando só pra ver qual é


5 vezes, vezes 5
A pipa tá no alto pra enfeitar o céu


Vezes 5, 5 vezes
Missão de verme deixa o morro mais cruel


5 vezes, vezes 5
Se a pista tá no arrego o sossego não ta limpo


5 vezes, vezes 5
Quando a luz chegar irá deixar o gueto lindo


Fazer a escolha errada custa caro
Pode ser tarde pra tentar mudar
Respeito pelo outro é caso raro
Tem que ser livre pra deixar voar
No batuque dos tambores, celebrar as cores
E deixar muito mais bonito esse lugar
Felicidade vai chegar irmão...
Tirando a tristeza do olhar
É pode crer!


No batuque dos tambores, celebrar as cores


No batuque, no batuque, no batuque dos tambores


Vou celebrar as cores...
E deixar muito mais bonito esse lugar
Pode acreditar...
Depende de mim, depende de você
Saber chegar, saber sair
Tranqüilidade!

Composição: Colaboração e revisão: Besouro Mangangá

Cifra Club Academy

O ensino de música que cabe no seu tempo e no seu bolso!

Quero conhecer os cursos
Cifra Club Pro

Entre para o
Cifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • Chega de anúncios

  • Mais recursos no app do afinador

  • Desconto em nossos produtos

  • Entre outras vantagens...