busca

Zero Muito

Nando Reis

Tom: A
E     B          A                E
Você não precisa achar que me fere, corresponder
        A             E
Nunca pedi, isso eu nunca esperei
   A          E        Bm    D          A   D     E
Doce a dor essa vida, grande misterio pra resolver
   D             A            E        D         A
  Sonho a dor que avista é o que os olhos cegos não
 E
podem ver
   D    A        G
Fazer do zero, muito
 A          G           E      D  E D  E D
Luz no céu escuro, pra gente se ver
  E                 B           D   E  D  A
Você não devia achar que me deve obedecer
    E      D       A           E
Não sou juiz, não existe essa lei
  D       A                 E
É muito mais simples, nada tão sério
   D      E         B
Mas o que eu vou fazer
  D        A      E     D     A
Você não curte o que eu curto
  E               D
No mesmo sexo, outro prazer
  A          G
O zero-a-zero nulo
      A       G
Não dá pé nem futuro
     A          G              Bm    D  A
Templo sem fé, um muro pra se esconder
                  A
Mas acontece que o amor
                 Bm
Não tem razão sua raiz
            G       G9
É uma nação sem ser lugar
            A9
Não tem noção o que ele diz
               A
Não há balcão pra se comprar
              B
Se começou, quem quer o fim?
            G
A sua cor tem o luar
                       D     E D A
Que o pôr do sol deixou luzir
  E        B         D         E    D    A
Você não devia achar que me deve obedecer
    E       D      A           E
Não sou juiz, não existe essa lei
  D          A                E
É muito mais simples, nada tão sério
   D     E          B
Mas o que eu vou fazer
  D        A     E       D     A
Você não curte o que eu curto
  E             D
No mesmo sexo, outro prazer
  A          G
O zero-a-zero nulo
      A         G
Não dá pé nem futuro
     A            G              Bm    D  A
Templo sem fé, um muro pra se esconder
          A
Mas acontece que o amor
                Bm
Não tem razão sua raiz
          G           G9
É uma nação sem ser lugar
             A9
Não tem noção o que ele diz
                 A
Não há balcão pra se comprar
             B
Se começou, quem quer o fim?
          G
A sua cor tem o luar
            D             D9
Que o pôr do sol deixou luzir
        A            A9
A imensidão que tem o mar
             B
A explosão de um céu azul
        G    G9   G
A dimensão solta no ar
               D
A invenção que existe em mim
          A
Acontece que o amor
                 Bm
Não tem razão sua raiz
             G
É uma nação sem ser lugar
              D
Não tem noção o que ele diz
              A
Não há balcão pra se comprar
             B
Se começou, quem quer o fim?
           G
A sua cor tem o luar
              D
Que o pôr do sol deixou luzir
             A
A imensidão que tem o mar
             B
A explosão de um céu azul
             G
A dimensão solta no ar
                   D
A invenção que existe em mim
E         D A E D A
É você

Clipes