Vida que segue, vontade que persegue
Pensamento, escolha, o atual, um tal swag
Um jeito novo, nova cara
Um novo povo, provisório
Ir pro real
Um tal sinal de que precisam de socorro (não!)


Muita mídia, muita falação
Muita história mal contada
Um tal cifrão, um sim, um não, um vão
Te proponho: Pula de porta
Mas você cai de barriga
E aceita, afinal a moda é antiga, né?


As pessoas estão esquecendo primeiro
E segue tudo lobo em pele de cordeiro
Corrompidas, omissas, falando de Deus
Pra cima de mim, não
Vai pra cima dos seus
Abril, maio, junho e eu ralando a próprio punho
Pra depois não sobrar nada
Na era do eletrônico
Assim vão minhas moedas
Pelos ares, feito sonic


Aprendi a conviver com os trancos mangos desta estrada
Gente perguntando, e a nila, virou nada?
Escolhi viver o caminho do dom
Pra eles, 'tá tranquilo?
Porque pra mim 'tá muito bom
E pr'aquele que acha
Que eu não virei nada


Calma aí, tem muito chão, tem muito pé, tem muita estrada
O caminho mais fácil não é melhor do que o da dor
Já dizia luxúria e o tempo não acabou
Não acabou, o tempo não acabou
Não acabou, o tempo não acabou, viu?


Cuidado com o que pensa
Cuidado com o que faz
Cuidado com o que deseja
Cuidado em querer mais


Cuidado com o que almeja
Cuidado com o que vem servido de bandeja
O veneno, às vezes
Vem na doçura da sobremesa


Raça suja
Gente que não quer ir pra frente
Arruma um jeitinho de arrastar mais meia dúzia
E lá se vão filhos de lúcifer cantando
Num coral tão magistral, um ritual, usa e abusa
Graças a Deus, a minha mente 'tá blindada
Pode vir com sete pedra' que não vai arrumar nada
Te dei dor de cabeça, é consequência da jogada
Toma uma aspirina e volta pra mente quadrada


Um celular quatro chip'
Uma mulher desocupada
No sofá chama o diabo pra entrar
E ele ali, já vira vip
Perna de sobra pra tentar se ocupar
Mas prefere só ocupar a perna com a celulite
Vitimizando sua agenda
De az no fundo falso
Do prazer
Fere mais do que dinamite (foi sem querer)
Abusou do poder
Se ferra quem quer ver
Não tente, evite


Evite gente que não te leva a nada
Evite pedra pra zoar a sua estrada
Lá vem a debandada
Do alto do morro, corra
Corra, morra, porra!


Cuidado com o que pensa (ódio)
Cuidado com o que faz (miséria)
Cuidado com o que deseja (abuso)
Cuidado em querer mais (terrorismo)
Cuidado com o que almeja
Cuidado com o que vem servido de bandeja
O veneno, às vezes, vem na doçura da sobremesa


Tomar cuidado é simples
A consideração pode acabar num print
Falta de seleção
Atrai derrota, a derrota não brota do nada
A derrota é, simplesmente, consequência
Se liga


A porta de perdição pode estar a um clique
Mas o controle é seu
Evoluiu? Então, desligue
Seres de luz ofuscam e também são ofuscados
Mas a escolha é de quem tem entre o certo e o pecado

Composição: Maura MatiuzziColaboração e revisão: Andre Silva

Cifra Club Academy

O ensino de música que cabe no seu tempo e no seu bolso!

Quero conhecer os cursos
Cifra Club Pro

Entre para o
Cifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • Chega de anúncios

  • Mais recursos no app do afinador

  • Desconto em nossos produtos

  • Entre outras vantagens...