Arquimedes Pitagórico

Roberto Barreiros

Arquimides,Arquimedes,Arquimedes.
Arquimedes Pitagórico amigo meu,
Só inventa o impossivel,
E depois, depois,
Fica danto trato a bola.
Rebentando a cachola,
Inveventando mariola.
E o que mais quer inventar.
No entanto ele se esquece,
Que a invenção já se conhece,
Mas não pára de inventar.

Arquimides,Arquimedes,Arquimedes.
Arquimedes Pitagórico é de amargar.
Até beijo supersonico,
Quiz inventar. E do beijo que ele deu, Resultado endoideceu. E agora a reclamar, Vive sempre a garguejar, E do beijo que ele deu, Até gagueira aconteceu, E não pode mais inventar. Onde quer que ele chegue, Ieiei ieiei que gozação, Todo mundo quer saber, Qual a próxima invenção. (repete) Aquimides,Arquimedes,Arquimedes. Arquimides,Arquimedes,Arquimedes. Arquimedes Pitagórico é de amargar. Até beijo supersonico, Quiz inventar. E do beijo que ele deu, Resultado endoideceu. E agora a reclamar, Vive sempre a garguejar, E do beijo que ele deu, Até gagueira aconteceu, E não pode mais inventar. Aquimides,Arquimedes,Arquimedes.
Composição: P Donaggio / Paulo Rogério / TestaColaboração e revisão: José Uessler

Utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.