Tipo Balboa

São Nunca

aos que se prendem, aos que se rendem,
aos que nunca aprendem a andar
aos que se ofendem com pouco
eu tenho muito pra mostra, tenho muito pra apanhar
tenho muito pra bater, tenho muito pra ensinar
tenho muito pra aprender.
nossas luvas, força de vontade
todos rumo ao ring, é disonesto brigar armado
então guarde seu estlingue, a cetra
só acerta o passarinho menos 'ligero' tá desatento
se liga que a sineta vai tocar


Ponthe:
no mundo cão'?' decide que para sobreviver
tá muito caro, na velocidade disparo
nem tenho toalha pra jogar
cinturão de campeão, repara, é fácil de ganhar
somente com a força do pensamento
seu golpe vou adivinhar
sem mais nem menos, txas acesos pra mente esvaziar
saio ileso da batalha pois eu sei bem me virar
na viajem vou voar, até onde ninguém for me achar
e a vitória é concedida a quem sabe mais pensar
tocou o alarme, mas se acalme, ninguém aqui vai te
matar
eu vim pra te confundir, pra você se questionar
se não for aguenta, pede leite, quem sabe alguém te
da.
enquanto a gente traga forte pra morte parece
engraçada.


Gw:
O caminho é sinuoso, não sei como vou chegar
Os olhos brilham quando lembram, mas eu não posso
parar
O tempo é precioso, difícil é entender o resto
o troco é necessário, mesmo quando não empresto
força de vontade tem de sobra.
a cada obra eu penso, tem muita cobra em volta.
o clima já tá tenso
é bom saber quem é, quem tá pra somar, tem fé no
objetivo
quem só tá pra atrapalhar,
corpo fechado, sangue frio, só confio em mim.
não sei se é bom ou ruim, mas ainda prefiro assim
mesmo assim a gente segue, só pra te tirar o sono
o espaço é concorrido, tem medo de perder o trono
o rancor, fica guardado, dentro desenvolvendo
pisa na lingua troxa, que os moleque tão crescendo
o trajeto que nunca pulou, fase da evoluçao
tinha a mão no mundo, quero o mundo nas mãos.
e nada em vão saiba, tudo tem porque.
ele existe mesmo que. não consiga esclarecer
por isso eu sigo na caminhada de boa
não canto a vitória antes porque é tipo balboa


Raposo:
O treinamento é aqui mesmo, o treinador se nem
conhece
nem comece sem luva, se não vai precisar de prece
ultilize teu melhor golpe e que não seja de sorte
nesse ring não tem contagem, o limite é a morte
leve a sério os treinamentos, são seus melhores
momentos
seja um peso pesado, porque o pena voa com o vento
o tempo pra raciocinio é pouco, tem que ser o seu
melhor
use seus truques, faça o adversário se sentir menor
entregue a cada luta, sempre olhe pra frente
questões de segundos mudam uma vida pra sempre
estratégia, e a dose certa de boa vontade,
o cinturão é teu, só vai precisar de alguns nocautes
se aproxima o fim do round o gongo já vai soar
não quero ser salvo por ele sempre, em vezes que não
vai dar
é um espetáculo, nunca jogue a toalha
seja um gladiador, pois isso aqui não admite falha


aos que se prendem,aos que se rendem,
aos que nunca aprendem a anda
aos que se ofendem com pouco
eu tenho muito pra mostra, tenho muito pra apanhar
tenho muito pra bater, tenho muito pra ensinar
tenho muito pra aprender.
nossas luvas, força de vontade
todos rumo ao ring, é disonesto brigar armado
então guarde seu estlingue, a cetra
só acerta o passarinho menos 'ligeiro' tá desatento
se liga que a sineta vai tocar

Composição: Colaboração e revisão: Bruno DellêEnrique Kohane

Cifra Club Academy

O ensino de música que cabe no seu tempo e no seu bolso!

Quero conhecer os cursos
Cifra Club Pro

Entre para o
Cifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • Chega de anúncios

  • Mais recursos no app do afinador

  • Desconto em nossos produtos

  • Entre outras vantagens...