Abismo

Soweto

Esse amor faz sofrer
E maltrata o coração
Difícil conter
Se é bem mais forte a tentação
Se querer por querer
Não alivia e eu desabafo
Me rendo, me entrego, me castro
Sem destino e sem você
Nem paz, só espinhos e desamor O tempo vai, fica a vida um dissabor Sem os teu carinhos, morro de desejo Sem saber pra onde ir Esse amor só me fez conhecer o vazio Da desilusão Percorrer pelos campos e montes mais frios Aos pés da solidão Quem me dera o prazer Percorrece o abismo e o sol Aquecesse as emoções E fizesse de abrigo um sonho Nos braços da felicidade Nada mais restou, para construir Quem dera tudo acontecesse assim
Composição: Adalto MagalhaColaboração e revisão: tiago marques

Utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.