A
123
X02220
Bm
234
X24432
D
123
XX0232
Em
12
022000
G
123
320003
Tom: G
intro:

isso aqui eh na sanfona...mais eu adaptei....

#1t1##1t2#E|--02-03-02-05-03--12-10/12\10-12-10-10-09-07-05-
B|--03-05-03-07-05--14-12/14\12-14-12-12-10-08-07-#/1t2##/1t1#

violão (adaptado da viola):

#2t1##2t2#E|--02-03-02-05-03--12(3x)-12(3x)-10(3x)-07(3x)
B|--03-05-03-07-05--14(3x)-10(3x)-09(3x)-08(3x)#/2t2##/2t1#

#3t1##3t2#E|-02-02-03-05---
B|-03-03-05-07---#/3t2##/3t1#

#4t1##4t2#------//---------Fim da intro.-----------//------#/4t2##/4t1#

D                  A
Tenho um burrão de raça 
          G                A
que é uma taça lá no meu retiro
 G                    A
Pra falar mesmo a verdade 
              G                  D
em qualquer cidade ele enfrenta tiro
D
Quando levanto o meu braço 
              Bm             Em
ele espicha o baço e dá um suspiro 
 A                
meu burrão já está na história
            G             A        D
tem tantas vitórias que até me admiro



Solo 3: (ta adaptado pro violão)

#5t1##5t2#B|--------02-03-05-03-
G|--02-04-------------#/5t2##/5t1#

depois dele faz a introdução de novo!


D               A
Na cidade de Campinas
           G                  A
Tem uma menina disse quem me ama
     G              A
Fui pedir a mão da moça 
             G                      D
O velho fez força quase que "nóis" trama
D
A moça muito faceira, 
            Bm               Em
Sem fazer zueira se jogou na cama
 A                        
Garantiu pro meu amigo
           G          A         D
De fugir comigo no burrão de fama...


(repete o solo 3 e a introdução)

D                A 
Chegando o dia marcado 
          G                      A
Eu sai armado pra encontrar com ela
 G                      A
Mas como o prédio era baixo 
             G             D
encostei o macho na sua janela
D       
Quase que caí de susto
             Bm             Em
quando vi o busto da linda donzela
A                
me veio no pensamento 
           G         A         D
era o casamento em qualquer capela


(repete o solo 3 e a introdução)


D                   A
"Saímo" cortando estrada
           G                 A
já de madrugada no burrão do ano
   G                A
O pai dela era um torpedo
              G              D
que até dava medo de ver o baiano 
D
Eu fazia fé no trinta
              Bm                    Em
que tinha na cinta com um palmo de cano
 A      
trinta bala na guaiaca
                G        A       D
dois palmos de faca que fazia dano


(repete o solo 3 e a introdução)


D                    A
Bem antes de "nóis" casa 
            G                 A
eu mandei soltar o burrão no pasto
 G                    A
Quando "vortamo" da igreja
              G                 D
mandei vim cerveja da venda do Basto
D    
Aí chegou o baiano 
            Bm                Em
que veio bufando em cima do rastro
 A                 
confessou no meu ouvido
           G          A      D   
casando fugingo, é menor o gasto

#6t1#(repete o solo 3)
#6t2# ---->>Final:(D  A  G  F#m  A7 D A7 D)#/6t2##/6t1#

solo que acompanha o final:


#7t1##7t2#E|--02-03-05-07--10-09(4x)-07(3x)-
B|--03-05-07-08--12-10(4x)-08(3x)-#/7t2##/7t1#

#8t1##8t2#E|-05(3x)-03(3x)-02-00-02
B|-07(3x)-o5(3x)-03-02-03#/8t2##/8t1#
Composição: A. P. De ToledoColaboração e revisão: Ilson Júnior