busca

Jogador de Baralho

Tião Carreiro e Pardinho

Tom: A
E|-12/14-14-12-10-09-7-5-4-2-0-----|
B|-14/15-15-14-12-10-9-7-5-3-2-3-2-|
G#|-----------------------------3-1|
E|---------------------------------|
B|---------------------------------|

A                   E                      A
Conheci um moço pobre, honrado e trabalhador
                     E                     A
Foi nascido e foi criado numa vila do interior
              E                      A
Veio para capital estudar pra ser doutor
                  E                     A
Levado por maus amigos deu um grande jogador
                        E
Deixou o estudo e o trabalho com as cartas do baralho
                   A   E A E A
Ganhou riqueza e valor
                    E                    A
Casou com uma moça rica redobrou sua alegria
              E                      A
Na sua rica mansão tinha tudo que queria
                 E                   A
Dominado pelo vício toda noite ele saia
                  E                        A
No cassino onde jogava só ganhava e não perdia
                    E
Enquanto o tempo passava sua riqueza aumentava
                 A   E A E A
Do jogo não desistia
                      E                    A
Mas tudo que vem ao mundo traz sua sina marcada
                 E                 A
Numa noite ele jogou sua última parada
                 E                   A
Se perdia uma partida a outra era dobrada
                     E                          A
Foi jogando e foi perdendo chegou a ficar sem nada
               E
Numa última defesa, pois a aliança na mesa
                  A  E A E A
Jogou a mulher amada

                    E                      A
Sua esposa quando soube o que tinha acontecido
                        E                      A
Pra não se entregar a outro que não era seu marido
                  E                    A
Foi embora pelo mundo com o coração ferido
                       E                      A
Quem ganhou não levou ela, mas o lar foi destruído
                  E
O jogador em desespero, sem mulher e sem dinheiro
                       A   E A E A
Transformou-se num perdido
              E                       A
Aquela rica mansão era igual um céu aberto
                    E                         A
Hoje está tão solitário só tem tristeza por perto
                    E                       A
O jogo dá e também tira é um ditado muito certo
                  E                       A
Aos amigos do baralho nesses versos eu alerto
                     E
Quem se julgar invencível por mais que pareça incrível
                    A      E A
Encontra um mais esperto

Clipes

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios