Mostraram-me um dia na roça dançando
Mestiça formosa de olhar azogado
Com lenço de cores nos seios cruzados
Nos lóbulos da orelha pingentes de prata
Que viva mulata por ela o feitor diziam
Que andava perdido de amor


Que em torno das léguas da vasta fazenda
A vê-la corriam, gentis amadores
E os vivos galantes de finos amores
Abrindo seus lábios de viva escarlata
Sorria mulata por quem o feitor
Nutria quimeras de sonhos de amor


Um dia encontraram na escura senzala
Um catre da vela mucama vazio
Embalde recortam viradas do rio
Embalde a procuram nas sombras da mata
Fugira mulata por quem o feitor
Se foi definhando perdido de amor

Composição: Gonçalves Crespo / João PortaroColaboração e revisão: Derek Castro

Cifra Club Academy

O ensino de música que cabe no seu tempo e no seu bolso!

Quero conhecer os cursos
Cifra Club Pro

Entre para o
Cifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • Chega de anúncios

  • Mais recursos no app do afinador

  • Desconto em nossos produtos

  • Entre outras vantagens...