O Princípio do Fim

Zona 5

Dizes que queres uma vida nova!? Que te arrependes de todo mal causado!?
Porquê que não pensaste nisso antes!?
Quando eu estava aí para ti
Abdiquei de tanto por ti
E olha só o que causaste a nossa família!?
Estragaste tudo


Os teus suspiros de angustia
Mais valem o rancor
Os teus sorrisos amarelos deram costas ao amor
O Pai tirou-nos de casa Tu já não sabes sorrir
E esta dor na coluna
É o teu odio a agir
Tu rezas alto demais
Mas ninguém ouve a tua voz
Não desistas mamã
Deus não esqueceu-se de nós
Nossas irmãs pequeninas
Vão morrendo de Sida
Nossos tios heróis
Estão mutilados na esquina
Há quem diga que há uma luz
No fundo do túnel
Mas pra nós mamã
Nem sequer há um túnel
Nesse bairro de raiva
Onde a verdade não passa
Teus filhos vendem droga
Mesmo em frente a tua casa
Onde era lar doce lar
Agora é banda da nganza
Tua fé e a esperança
Tem a cor do casper
Em gritos e agitos
Momentos de atrito
Teu anjo da guarda
Está ferido e aflito


Uma vida nova eu quero
Pra não voltar a ver tanta gente a chorar Uma vida nova eu quero
Porque foram tantos erros
Não há como desculpar
Hoje eu me arrependo do mal que eu fiz (do mal que eu fiz)
Do mal que eu fiz
Hoje eu me arrependo do mal que eu fiz (do mal que eu fiz)


Agora o som do meu chorar tá bem mais alto
Talvez... Por saber que eu já não tenho ninguém do lado
Que me... Queira ajudar
Ou que... Possa julgar
E eu pensei ter chegado ao fundo do poço, mas não
Parece que eu vou ter de cavar
E pelos erros que cometemos
Eu é que devo pagar
Mas não existe castigo
Maior que a ausência dos filhos
Eles agora são educados
Pra chamar de Pai aos tios
Só que os filhos crescem
E a verdade pedem
Dão pra frustados quando as coisas não se esclarecem
Eu quero ouvir a tua versão da história
Tu vais te calar pra falar dos momentos de glória
Na saúde, na doença
Na alegria, na tristeza
Tu estavas distraido
O padre falou de paciência (ouviste)
E paciência faltou-te (ouviste) Recebeste de mãos fechada
A felicidade que eu trouxe


Uma vida nova eu quero
Pra não voltar a ver tanta gente a chorar Uma vida nova eu quero
Porque foram tantos erros
Não há como desculpar
Hoje eu me arrependo do mal que eu fiz (do mal que eu fiz)
Do mal que eu fiz
Hoje eu me arrependo do mal que eu fiz (do mal que eu fiz)


Tinha tudo pra dar certo
Uma mulher de sonhos
Três crianças
Uma casa
E um bom emprego
Queria viver longe da tristeza
Minha vida parecia uma novela brasileira
O amor é lindo que nem as orquídeas Mas morre quando é regado com lágrimas
(Como é que vocês estão?)
Perguntam os amigos
Bem, só que tenho medo de brigar em frente aos meninos
Pouco a pouco deixo toda minha força
Ferir aquela mulher que me fez feliz outrora
Ela fartou-se de ser maltratada
Ao entrar em casa após o trabalho Encontrei a sua carta
A explicar que de mim já não quer nada
Vai consultar o advogado
Pra ter a guarda das crianças
Noites em branco a reler a sua letra Como rezar quando o céu cai sobre a cabeça


Uma vida nova eu quero
Pra não voltar a ver tanta gente a chorar Uma vida nova eu quero
Porque foram tantos erros
Não há como desculpar
Hoje eu me arrependo do mal que eu fiz (do mal que eu fiz)
Do mal que eu fiz
Hoje eu me arrependo do mal que eu fiz (do mal que eu fiz)

Composição: Colaboração e revisão: Danilo Almeida

Cifra Club Academy

O ensino de música que cabe no seu tempo e no seu bolso!

Quero conhecer os cursos
Cifra Club Pro

Entre para o
Cifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • Chega de anúncios

  • Mais recursos no app do afinador

  • Desconto em nossos produtos

  • Entre outras vantagens...