Guia de como comprar instrumentos musicais novos e usados

Por Alex Fernandes

Saber como comprar instrumentos musicais é um dos primeiros passos para quem quer aprender a tocar, seja por hobbie ou profissionalmente. É sempre importante fazer a escolha acertada de equipamentos, ainda mais para quem é iniciante.

Violões e guitarras expostos em vitrine de uma loja de instrumentos musicais
A escolha do equipamento é um capítulo fundamental da jornada do músico (Foto/Pixnio)

Para fazer um som de qualidade, você não pode errar na hora de gastar seu suado dinheirinho. Alguns cuidados são importantes para evitar problemas futuros ou até golpes.

Talvez você esteja pensando em comprar um instrumento novo, zerado. Ou, talvez, precise economizar e esteja procurando algo usado, mas claro que ainda em boas condições. Seja como for, temos dicas para cada situação.

Então vem com a gente e aprenda a comparar, analisar e escolher bem o seu próximo companheiro musical!

Como comprar instrumentos musicais novos

Vamos começar por você que está procurando instrumentos novos. Dá uma olhada nas dicas a seguir para escolher entre marcas e preços, saber como confiar na loja e comprar com segurança.

Pesquise sobre os tipos e modelos

Antes de pensar em marcas ou lojas, você precisa encontrar o instrumento ideal para você. Isso exige uma boa pesquisa. Não se deixe enganar pelas publicidades: inúmeros equipamentos são bons, mas ainda podem não ser adequados para você.

Pense no tipo de som que você quer fazer e em como ele será alcançado. Guitarras, por exemplo, oferece possibilidades de timbres bem diferentes. Logo, uma Strato entrega um som bem diferente do que conseguimos com uma Les Paul. Aliás, você, guitarrista iniciante, precisa conferir a surpresa que está na imagem abaixo.

Portanto, pense bem no tipo de som que deseja tirar de seu instrumento. Caso contrário, outras opções podem sair mais baratas e servirem ao seu propósito.

Pesquisa sobre as marcas

Agora que você entende o que funciona para você, é importante conhecer as marcas que produzem seu instrumento. É bem provável que você veja mais marcas populares, de acordo com o tipo de instrumento.

A Roland e a Korg, por exemplo, são conhecidas pelos instrumentos eletrônicos e pelos acessórios, como amplificadores e pedaleiras. Para violões, temos a Takamine; para guitarras, a Tagima; e por aí vai.

Procure saber quais são as marcas dominantes no seu nicho musical, mas não precisa se prender a elas! Só não esqueça de buscar o histórico de qualquer marca e ouvir o que outros consumidores pensam delas. Vale a pena também conferir os nomes que seus músicos favoritos curtem!

Confira os reviews

Dica de ouro: sempre veja o que estão dizendo sobre o equipamento na página do produto ou em blogs e fóruns próprios.

Não tem como comprar instrumentos musicais sem esse passo, a não ser que você queira contar com a sorte. Outros compradores podem falar sobre detalhes que o anúncio não especifica, ou mesmo que nem você pensou.

Garanta sua segurança

Toda compra exige algumas garantias de segurança, principalmente se forem feitas online. Esses são alguns dos pontos a checar antes de confiar seus dados e seu dinheiro a uma loja:

  • Redes sociais e/ou site: poucas empresas não possuem presença na internet atualmente, então, caso não existam traços online da loja, desconfie;
  • Selo de segurança: lojas virtuais geralmente possuem selos de segurança, frequentemente no rodapé da página;
  • Política de troca e devolução: confira as regras com atenção, pergunte o que não entender e desconfie caso a loja não ofereça essa possibilidade;
  • Reputação: sites como ReclameAqui e Ebit mostram a reputação da empresa através de reclamações feitas por outros consumidores.

Pense no longo prazo

Você se vê tocando daqui cinco anos com esse instrumento? Mesmo que, até lá, você adquira outro, é importante poder confiar no que você tem em mãos por bastante tempo.

Investir em durabilidade é, muitas vezes, mais caro, mas compensa. E qualidade também! Mesmo quem toca só por hobbie acaba alcançando um patamar que exige melhor qualidade de som.

Se você aproveitar a Black Friday para garantir um desconto no seu curso de música, por exemplo, em breve saberá diferenciar os níveis de qualidade.

Como comprar instrumentos musicais usados

Algumas das dicas até agora valem também para a compra de instrumentos usados. Em especial, as duas primeiras: pesquisas sobre o modelo e sobre marcas. Isso é especialmente importante ao procurar instrumentos usados, porque você provavelmente pesquisará o item e não entrar em um e-commerce com várias opções.

Muita gente (mesmo!) vende o que não está mais usando, e algumas lojas são até especializadas em fazer esse intermédio. É uma opção mais econômica, ideal para quem está começando a se familiarizar com a ideia de tocar. Ótimo também para quem vai aproveitar os descontos da Black Friday para iniciar um curso de música!

Confira agora dicas voltadas para os equipamentos usados.

Busque referências do vendedor

É uma orientação similar à garantia de segurança das lojas online, mas, neste caso, inclui-se pessoas não ligadas a nenhuma empresa. Justamente por isso, a venda traz um risco extra.

Se estiver entrando em contato por uma plataforma, não se esqueça de verificar as avaliações e notas do vendedor. Em outros casos, vale conversar com outras pessoas que já compraram dele. Se for a primeira venda, tente verificar o nome, redes sociais e outras informações que demonstrem que a pessoa é quem diz ser.

Exija fotos e vídeos

Imagens do produto são sempre essenciais em vendas online, mas ainda mais quando se trata de equipamentos usados.

De preferência aos anúncios que já incluem muitas fotos e não deixe de pedir por mais se sentir necessidade. A ideia é que não surja nenhuma surpresa desagradável quando você segurar o instrumento em suas mãos pela primeira vez.

Considere os acessórios

Além de saber como comprar instrumentos musicais, você vai se dar bem se souber como comprar acessórios. Vários equipamentos auxiliares são necessários, dependendo do que você quer fazer com sua música. E comprá-los usados é uma ótima forma de economizar.

Diversos músicos vendem acessórios usados em ótimas condições, assim como lojas de usados. Dá para achar de tudo, desde amplificadores até palhetas.

Conheça a história do instrumento

Quando estiver trocando ideia com o vendedor, pergunte sobre a história do instrumento. Vá além das informações básicas sobre condições e aparências! Você pode descobrir muita coisa legal e até valorizar mais a peça.

Pergunte se ele foi muito tocado, se foi usado em viagens, apresentações, festas. Considere que tudo isso significa que ele não deixou o antigo dono na mão. E também, é claro, aproveite para compreender o quanto de fato ele está gasto.

Se possível, teste

Se você comprar presencialmente, ou se o vendedor puder se encontrar com você mesmo no caso de vendas online, aproveite para testar o instrumento. Não deixe a chance passar.

Muitos problemas e defeitos são invisíveis aos olhos, mas podem ser percebidos na sonoridade ou outros fatores.

Se realmente for impossível fazer um teste, tente pedir para que o vendedor grave um vídeo tocando alguma coisa. Peça para ouvir tudo de mais importante: teclas, cordas, caixas, o que for. Gravações não são a mesma coisa de ouvir ao vivo, mas é melhor que nada.

Aprenda tudo sobre música no Cifra Club Academy

Agora que você já sabe como comprar instrumentos musicais, está na hora de botar a mão na massa! Um bom curso é tudo o que você precisa para tirar aquele som f#da do seu novo instrumento. E agora é a hora para conseguir exatamente isso, com um belo desconto ainda por cima!

Banner para a Black Friday do Cifra Club

Dá uma olhada na Black Friday do Cifra Club e se prepare para aprender com os melhores instrutores. Você ganhará acesso a todos os cursos (inclusive os que ainda estão por vir!) e poderá fazer as aulas quando e como quiser. Não vou mais te segurar aqui — boa promoção e bons estudos!