Conheça Samuel Chacon, o novo instrutor de baixo do Cifra Club

Por Alex Fernandes

Você já viu que tem gente nova no maior site de cifras de música do Brasil? De agora em diante, temos o prestígio de contar com Samuel Chacon na função de instrutor de baixo do Cifra Club.

Samuel Chacon segurando baixos; músico é instrutor de baixo do Cifra Club
Com talento e experiência, Samuel Chacon está pronto para formar novos baixistas (Foto/Divulgação)

Sem sombra de dúvidas, esse cara tem muito conteúdo para ensinar. Quer um gostinho? Vem conhecer a história desse músico incrível e como ele acumulou tanto conhecimento para repassar aos alunos!

Quem é Samuel Chacon?

Samuel nasceu em Varginha, Minas Gerais, e atualmente está com 32 anos. Ele se considera “maior de idade” em relação ao baixo, pois toca há 18 anos — desde meados de 2002/2003!

Pouco depois, ele já sabia que queria estudar seriamente e levar o baixo para a vida. Com apoio da família, passou por poucas e boas para seguir o sonho, mas não desistiu. Sempre trabalhou como músico, fosse em bandas, gravações ou como professor. Aliás, as aulas já fazem parte do seu cotidiano desde 2005, particulares e em escolas de música

Show da banda Liserus, em 2003, uma das primeiras bandas do novo instrutor de baixo do Cifra Club
Um jovem Samuel, à direita, durante apresentação da banda Liserus, em 2003 (Foto/Arquivo Pessoal)

Agora, além de instrutor de baixo do Cifra Club, ele dá aulas particulares de outros instrumentos, é professor na Escola Móvel de Música e participa de diversas bandas, por enquanto paralisadas por conta da pandemia. Sobre sua paixão, ele é bem claro: “hoje em dia não me vejo sem o baixo de jeito nenhum!”.

A experiência de Samuel Chacon, instrutor de baixo do Cifra

O início dessa trajetória foi no violão, quando Samuel queria tocar em uma banda de amigos que precisava de guitarrista. Contudo, a pessoa responsável pelo baixo trocou de interesse e abriu a vaga de baixista. Por isso, Samuel diz que não foi ele que escolheu o baixo, mas o contrário.

Quando começou a estudar para o vestibular, chegou a tocar até oito horas por dia, reproduzindo até mesmo propagandas de televisão para treinar. Como já começou a carreira com um instrumento de 6 cordas, nunca foi difícil para ele usar as cordas Si e Dó. Além disso, se empenhou em estudar teoria musical e foi para a faculdade determinado em se especializar.

Ao longo dos anos, desde o começo, Samuel atuou em dezenas de bandas. Já até chegou a trabalhar com mais de 10 grupos ao mesmo tempo! Os shows são sua parte favorita da carreira:

Eu amo tocar em bandas e fazer shows, estar no palco é divertido demais, a energia de tocar e ver o público cantando junto é indescritível! E olha, eu conheci a minha noiva tocando, pensa num cara sortudo!

Atualmente, ele faz parte de seis bandas: System Of A Down Tributo, Rockstation, Dois Lados, Phonocoria, Flauteio e Lani, além de estar disponível para eventuais freelas e substituições. Em estúdio, Samuel também já gravou várias vezes. É possível ouvi-lo em algumas faixas e álbuns lançados, como Get Out Of This Show, deste ano:

“E música autoral, tem?” Tem! Samuel começou a gravar seu primeiro álbum em 2019, mas precisou parar por conta da pandemia. A ideia é voltar a trabalhar nisso para um lançamento no ano que vem. Inclusive, boatos de que haverá um crowdfunding para apoiar o projeto!

Qual é a formação musical de Samuel Chacon?

Primeiramente, precisamos saber de onde vem o conhecimento de quem vai nos ensinar. Dessa forma, para quem ficou curioso, eis a bela trajetória acadêmica de Samuel:

  • Estudos de baixo no Conservatório Estadual de Música de Varginha;
  • Aulas de Imagem Musical, com Edgard Brito, no preparo para o vestibular;
  • Graduação em Música Popular pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Samuel acredita que é importante para qualquer baixista entender como os demais instrumentos funcionam e se comunicam musicalmente entre si. “O baixo é um dos responsáveis pela transição entre sessão rítmica e harmônica, por exemplo. E entender como esse tipo de relação pode afetar outros instrumentos te ajuda a se posicionar para acentuar algum elemento ou dar suporte para a música, bem como perceber as nuances de cada tipo de instrumento nos ajuda a pensar de maneira diferente no baixo, por exemplo: tocar mais ritmicamente ou linhas mais melódicas”, afirma.

As influências do novo instrutor de baixo do Cifra Club

Nomes que inspiraram a caminhada musical de Samuel é o que não falta. No começo, ele ouvia bastante as bandas Aghora e Cynic para acompanhar o baixista Sean Malone, que tocava com um baixo fretless, ou seja, sem traste.

Samuel Chacon, isntrutor de baixo do Cifra CLub, tocando com um fretless
O fretless é um dos favoritos de Samuel Chacon, instrutor de baixo do Cifra Club (Foto/Divulgação)

Mais tarde, seu professor do conservatório emprestou um disco de Zuzo Moussawer, especialista em trilhas sonoras que utiliza um instrumento de 4 cordas, dois braços, um com traste e outro sem. Foi onde Samuel se interessou por diversas técnicas primorosas, como tapping, slap e fingerstyle.

Por algum tempo, o instrutor ficou muito interessado em metal progressivo, a partir principalmente dos trabalhos do Dream Theater, cujo baixista é John Myung. Depois, ainda conheceu o que ele descreve como “grande mestre do fretless”: Jaco Pastorius.

Outras inspirações descobertas durante a faculdade incluem Thiago Espírito Santo, Pipoquinha, Felipe Moreno, Nico Assumpção, Junior Braguinha. Ele também menciona alguns nomes que tocam outros instrumentos: Gavin Harrison, Guthrie Govan e Egberto Gismonti, por exemplo.

Dicas para quem quer aprender a tocar baixo

Para quem está aprendendo a tocar, o instrutor de baixo do Cifra Club tem algumas recomendações específicas. O primeiro passo é entender qual o seu estilo e procurar influências a partir daí. Pesquisa atrás de pesquisa dentro do estilo que você mais curte.

Por exemplo, para quem é fã de slap, as recomendações são Larry Graham, que criou a técnica; Flea, do Red Hot Chili Peppers; Marcus Miller e Victor Wooden, que são especialmente impressionantes tecnicamente.

Samuel Chacon tocando baixo durante uma apresentação ao vivo
Samuel Chacon fazendo um solo de meta no baixo, durante uma apresentação (Foto/Divulgação)

Para os estudos, Samuel indica materiais que falem principalmente sobre harmonia e timbre, que ocupam papéis importantíssimos no baixo. Outros termos-chave que os estudantes precisam se atentar são: abafamento, posicionamento da mão e análise de linha de baixo. Nesse último caso, dá para estudar sempre que você ouvir uma música, é só prestar atenção.

Por fim, Chacon sugere alguns álbuns dos quais é fã:

  • Esperanza Spalding – Radio Music Society
  • Snarky Puppy – We Like it Here
  • Lettuce – Rage!
  • Pat Metheny – This Way Up
  • Pain of Salvation – Be
  • Opeth – Blackwater Park

Conselho do instrutor de baixo do Cifra Club Academy

Se você curtiu a história de Samuel Chacon e quer acompanhar de perto o talento, até conferir alguns covers, é só dar uma pulada em seu canal do YouTube e Instagram.

E se você divide a paixão pelo instrumento, você pode aprender a tocar com o curso de baixo do Cifra Club Academy! Olha só o que o professor tem a falar sobre — incluindo um conselho para quem fizer as aulas:

Cifra Club Academy é uma plataforma de ensino de música online
Com o Cifra Club Academy, você aprende a tocar vários instrumentos (Imagem/Divulgação)

“Aproveite bastante o curso que fizemos pra você. Tem muito conteúdo na plataforma e muito conteúdo ainda que será disponibilizado. E use a sua inscrição no Academy pra ver um pouco dos outros cursos também e ouvir mais dos outros instrumentos e entender como eles funcionam, além de poder dar uma estudada em teoria e em canto, que podem te ajudar demais na hora de tocar o baixo e criar suas linhas, seja com o auxílio de ferramentas teóricas ou cantarolando as notas que você quer tocar!”.

Por fim, confira a masterclass com o novo instrutor de baixo do Cifra Club.