Jão

Dmn

Respeito vai, logo cola a ofensa
Intolerância, avança resolver na violência
Vergonha sentença, humilhado segue o fraco
Tretou, não foi pã, se fodeu foi zoado
Julgado, culpado sem direito a recorrer
Pr'ocê ver, ter dinheiro é diferente de poder
Vem trator passa em cima, vai faz chacina
Noite cai, vão atrás te caçar de carabina
Preparado pro combate pra não tomar prejuízo
Será que você tá preparado pro inimigo?
Sentado na calçada, você e seus amigos
Moscando na tragada, moscou mó delírio
Céu enfumaçado, cachimbo cagueta
Acendeu, poluiu, consumiu, aí já era
Qual é a sua meta? Moleque me explica
Enquanto o mundo gira, você fuma e parasita
Vida na periferia, tá pensando o quê?
Não se programou, vacilou vai sofrer
Contar com a sorte por aqui só se for louco
Corre que seu berço não é de ouro


Pra onde você vai desse jeito, Jão?
Desnorteado na nóia, o mais bandidão
Pensando que tá bom, usa droga e fala gíria
Vai se liga, vai se liga


Pra onde você vai desse jeito, Jão?
Desnorteado na nóia, o mais bandidão
Pensando que tá bom, usa droga e fala gíria
Vai se liga, vai se liga


Ó liga lá, veja só quem é o trouxa
Às 10 da manhã zóio azul tira onda
No bar, na porta da facul sentado a mesa
Playboy ri à toa, maconha e cerveja
Se dedicar pra quê? Se é tudo gozolândia
Rezou pro pai morrer, zóio azul quer herança
E você tá no plano de quem ou do quê?
Bem louco, fodido, sorrindo por quê?
Pra resolver, quer PT. Justo, quem se liga
Pra onde você for sua cor atrai polícia
Barão faz lei pra te foder, você num entende?
Que o peso do martelo pra nós é diferente
Dinheiro sem poder num adianta
Fiança livra um, mais de mil vai pra tranca
Enquadrar nossos moleque, Barão quer
Muitos querem, veja bem
Preto e pobre na cadeia aos 16
Se a ideia convém nesse momento, então me escuta
Esquece os B.O., tira a touca, esconde as luvas
A vida é muito mais cabulosa que 'cê pensa
Sai dessa, mó grupo, maluco se orienta


Pra onde você vai desse jeito, Jão?
Desnorteado na nóia, o mais bandidão
Pensando que tá bom, usa droga e fala gíria
Vai se liga, vai se liga


Pra onde você vai desse jeito, Jão?
Desnorteado na nóia, o mais bandidão
Pensando que tá bom, usa droga e fala gíria
Vai se liga, vai se liga


Supere a ilusão e o veneno, só veneno
E toda fantasia que está vivendo
Quem falou que proceder é desse jeito, Jão?
Que vacilão é quem tem um diploma na mão?
Sempre quer o melhor, mas é o pior
Faz da vida um nó, a gente assim, cedo vira pó
Um desperdício só, viver é coisa melhor
Da mó dó, o sofrimento que faz ao redor
Zé Povinho quer o seu sucesso (abraça)
Esse caminho o final é cara na vala
Tem outra forma de respeito, morô
Mostrar a si mesmo como virar o jogo
Moral verdadeira, viver sem fronteira
Da vida derradeira, uma lembrança passageira
Vai brilhar na multidão na hora certa
Somente os escolhidos, bem disse o poeta
Esperto e preparado para guerra, sincera
Aquela que liberta o coração e a mente dá merda
Olha os patrícios, veja bem quem se ferra
Pelo amor, já num basta a miséria?
Migalha é anistia, doação pra família
Alimento hoje e a morte no outro dia
Os coxinhas cada vez mais violentos
De segunda a segunda, os dias são sangrentos
A mãe acende vela, reza, faz promessa
O pai é mais frio, vive em estado de alerta
Mas você não se interessa, Jão
Pra onde vai, já foram uma pá de irmão


Pra onde você vai desse jeito, Jão?
Desnorteado na nóia, o mais bandidão
Pensando que tá bom, usa droga e fala gíria
Vai se liga, vai se liga


Pra onde você vai desse jeito, Jão?
Desnorteado na nóia, o mais bandidão
Pensando que tá bom, usa droga e fala gíria
Vai se liga, vai se liga

Composição: Colaboração e revisão: Leandro Santos

Cifra Club Academy

O ensino de música que cabe no seu tempo e no seu bolso!

Quero conhecer os cursos
Cifra Club Pro

Entre para o
Cifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • Chega de anúncios

  • Mais recursos no app do afinador

  • Desconto em nossos produtos

  • Entre outras vantagens...