Chove Lá Fora

Dmn

No céu a chuva molha
Tô firmão, lava a alma
Saúde pra correr, pra resolver, peço calma
Desejo, pensamento aqui é forte
Sem medo de viver, desfrutar, ter mais sorte
Distribuir afeto, saber de fato o que é respeito
Ouvir bem mais, falar bem menos
É, veja meu pai, mais carinho pra coroa
Família, responsa, merecem vida boa
Estudar bem mais, me formar, tirar diploma
Tssss dá um tempo pra maconha
Não vê que é o mundo, a vida em gíria
As garotas com os menino à mercê do destino
Torcer pelos meus filhos, mais experiência
Em comprar, em vender, aprender a virar a mesa
Certeza de vencer sem bem ninguém tem
Guerreiro não desiste, segue, insiste
Se não tá bom, vai ficar bom, da hora
Agora é nóis, oim, demoro mais é nóis
Justiça divina tarda mas não falha
Pensar ajuda se a preguiça não atrapalha
Nada cai do céu, doce vida, doce mel
Desatola o chapéu, vida real fel
Derrota é pros fracos, pros ratos, covarde
Você tem que querer prosperidade


Te ofereço do bombom, o licor e o buquê de rosa, gosto
O cartão, o poema, minha dedicatória
Vergonha, a fita incompleta, minha brecha
Perdoa, na boa, sei que isso te magoa
Ingrato fui, quando tava do outro lado, isolado
Apoio, amparo, era baguio raro
Na rua rodeado, encarcerado, esquecido
Você, só você, foi quem quis correr comigo
Parceira de valor, nem piscou, fez a minha
Preconceito enfrentou, tentou até família
Digna, rancor, mesmo não sendo fácil
Se virou nos 30, trinco com advogado no preju, suada
Mas nunca me deu as costas, agora sei do que é capaz
Uma mulher quando gosta
Minha anistia, tirando uns dia aquela foto
Você maravilhosa e nossa cria no colo
Saí, to aqui mais uma vez me perdoa
O tempo passou mas não matou quem te ama
Embaçada tava a mente, acreditei que tava certo
Parei, mudei por vocês meu trajeto
Afeto é certo, veto a patifaria
Minha mulher, minha filha a luz que me guia
Tudo que eu puder vou fazer por vocês, sem preguiça
Juro que mudei de vida, vida, vida, vida..


Cada um no seu kda
Decidir pra somar, definir pra firmar
Quem é pum quem é pá
Somaria uma pá de elemento
Um maluco traidor não dá boi pelas costas veneno
Ferros, ferro na cintura, loucura pura
Inimigo tá na sua captura
A fé é minha armadura, positivo pensamento
Marcão represento a cor do talento
Quem quer me por em cheque vai tenta o teste
Na febre to que to vai, baixou pede breque
Rap, reggae, samba é da comunidade
Artista verdadeiro vai ter imortalidade
Na voz, no cd, no vinil, na colagem, videoclipe, reportagem invadindo lares
Nossa foto na revista, ninguém desacredita
Do esquema, o lema, é nóis roubando a cena
Vinte de novembro, política de preto, avançar, conquistar, melhorar a vida do gueto
Orgulho de ser o que sou, sujeito, desacerto tem na área quando falta respeito
Paga pra vacilar, eu não, to ligeiro
E você diz aí? Desandar também não quero
Fim do lero lero, inimigo treme
Pelotão avança, domina, vence, vence, vence..

Composição: Colaboração e revisão: Estela Magro

Cifra Club Academy

O ensino de música que cabe no seu tempo e no seu bolso!

Quero conhecer os cursos
Cifra Club Pro

Entre para o
Cifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • Chega de anúncios

  • Mais recursos no app do afinador

  • Desconto em nossos produtos

  • Entre outras vantagens...