Gangsta

Froid

Am
123
X02210
G
123
320003
Tom: G
[Intro]


E|--------------------------------
B|-----------5---------------5----
G|-------5-------5--------5-----5-
D|---7-----------------7----------
A|--------------------------------
E|--------------------------------

E|----------------------------------
B|------------6---------------------
G|--------7-------7---------4--5--4-
D|----9------------------5----------
A|----------------------------------
E|----------------------------------


Am             Dm6/B             
Gangsta, não acredita nas 
           G
mentiras que eles contam
Am                        Dm6/B  
Gangsta, você quer ser o próximo 
                G
na mira das notícias que eles 
mostram

Am
  Cê acredita na "propagana"?
Dm6/B                           G
Aqui não é o pokémon vem dar um pulo
 na savana
Am
Quem saiu da lama jow, não foi 
tomando Brahma
         Dm6/B                    
e quem tentou ir pelo crime tá em 
G
coma ou tá em cana
Am
Calma irmão, não pensa mais em 
cadeia
            Dm6/B             
Agora temos rap pra encher uma 
    G
geladeira
           Am
Junto brow, na paz, faz seu pé de 
meia
                  Dm6/B            
O corre é de quem corre mais que os
               G
 sangue dessas veia
           Am
Não é tão Las Vegas, nada azul
Não vão parar o tempo então vai
Dm6/B            G
 lá e navega bola mais um
Am E vê se sossega, nem a ponta, drão' Dm6/B Foi sem oração, assim que o dedo G escorrega Am a mídia me faz cócegas, apela, vende nádegas Dm6/B Seu filho não me escuta, não, é só G mais uma máquina Am Você já esteve antes, viajante, nessas águas? Dm6/B Falei pra navegar faça bom uso G dessas lágrimas Am Dm6/B Gangsta, não acredita nas G mentiras que eles contam Am Dm6/B Gangsta, você quer ser o próximo G na mira das notícias que eles mostram Am To de chavão pelo Distrito Dm6/B G Gangsta, maloqueiro de raça e espírito Am Crítico, violentamente pacífico Dm6/B G Cívico, lírico, poesia e ritmo Am Criptografa literatura do morro Dm6/B G Enquanto os psicopata veste farda e fuzil FAL Am Aristocrata vai ter que pedir socorro Dm6/B G Porque o ódio retrata rebeldia marginal Am Aqui os pivete não cresce, antes dos vinte perece Dm6/B Muitos nem o pai conhece G Entra pro crime, vira alvo Am Sem alicerce, o que acontece? Dm6/B Abraça o que oferece, um futuro G cheio de estanho à 7 palmo Am Cê lembra quando mundo era pretérito? E o inquérito de escolhas que Dm6/B G tivemos que enfrentar? Am Fé suor e sangue construiram nosso império Dm6/B E hoje o mérito é sério G Vai ter que me matar pra me calar!
Composição: Colaboração e revisão: Ulysses Verza

Utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.