busca

Delirio Dos Mortais

Djavan

Tom: A
B6
Rio,

Podem dizer o que quiser
         
Mas o xodó do povo
    C#m7
É o Rio
C#m6                    C#m(7M)
     Casa do samba e do amor
       F#7(4/9)
Do Redentor
        B6        E7(9)
Louvado seja o Rio,
D#m7
Rio
D#m7(b5)    G#7(#5)       C#7(9)
       Pra delírio dos mortais
              F#7(13)
Pedras monumentais
            B7M
Combinaram aqui
D#m7(b5)    G#7(#5)       C#7(9)
        Um encontro colossal
              F#7(13)
E contorno de beleza igual
      B6  A#7(#5)
Nunca vi

D#m7(9)        Bm6
   Com esse poder
                 F#7M/A#
Outra cidade não há
               F#m6
Não consigo pensar em duas
D#m7(9)             A7(13)
   É muito fácil sentir
                 D6(9)
A mão de Deus em tudo

Em7(9)   A7(13)
Em Copacabana
      D6(9)     F°(b13) 
O Rio bate um bolão
Em7(9)      A7(13)       F#m7       F°(b13)
Garotas que passam têm lugar na canção
Em7(9)     Gm6
Tudo está ali
     F#m7             F°(b13)
Pra quem sabe o que é bom
E7(9)                  A7(13)
Ninguém mais esquece o réveillon

Em7(9)      A7(13)
Fevereiro e março
       D6(9)    F°(b13)
É tempo de carnaval
Em7(9)     A7(13)
O Rio que traço
      F#m7    F°(b13)
É o lugar natural
     Em7(9)     Gm6  
Pras coisas do amor
    F#m7        F°(b13)
Do jeito que se quer
E7(9)               A7(13)
Tamanho o esplendor da mulher

B6
Rio,

Podem dizer o que quiser (...)

        F#m7        F°(b13)
(...)Do jeito que se quer
E7(9)               A7(13)
Tamanho o esplendor da mulher

      Fm7(b5) E7(9) D#m7(9) Am6 Abm6 G°(b13) B7M   B7M(9/#11)
thu-i-thu-e

Clipes